person_outline



search

" SUBMISSA "

Aprisionou-te, o amor pêgo na veia,
chegando intensamente na paixão
e te amarrou a carne e o coração
sob o feitiço audaz da lua cheia!...

    E te fizestes submissa, então,
    a tudo que a vontade, em ti, anseia
    nas noites em que o azul do céu prateia
    vindo, o luar, cobrindo a imensidão.

Desejos sob a pele já vencida
colocam-te, perante o amor, despida
e entregue à sua vontade soberana…

    Impregnado em ti, pôs-te em prisão
    cativa, submissa à escravidão
    que, sem domínio algum, sutil te engana!
Pin It
Atualizado em: Seg 13 Nov 2023

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br