person_outline



search

đź”´ Querida, cheguei!

Certamente, Flávio Dino já Ă© um dos piores ministros da Justiça que a Humanidade teve que suportar. Por negligĂŞncia, imperĂ­cia, imprudĂŞncia ou desonestidade, ele inverteu o que se considera justo. Ou seja, ele persegue e pune os inimigos polĂ­ticos e alivia para os “parças”. 
 
No entanto, Ă© seu lado “pastelĂŁo” que me traz alegria. Eu vejo sua figura triste e ameaçadora como uma usina de momentos, assim como ele, engraçados. Talvez isso seja a minha porção Homer Simpson ou  a 5ÂŞ sĂ©rie C, que sempre vĂŞm Ă  tona. Contudo, por mais que se esforce para ser inĂ­quo, para mim ele sempre será inĂłcuo. Mais, como se nĂŁo bastasse ser do PCdoB, o maranhense faz questĂŁo de anunciar que Ă© comunista. Ora, somente no Brasil alguĂ©m confessa ser um comunista sem ser preso ou capturado como um exemplar raro.
 
O ministro, fantasiado de guerrilheiro, é, no máximo, um Che Guevara “plus size”; pulando (literalmente) carnaval, o político parece na iminência de destruir o caminhão de trio elétrico; e quando ele sentou, virou a cadeira e sumiu. Sem ferimentos, tudo isso é sensacional. Ainda mais para ele que, se esforçando para parecer sarcástico e cruel, se sai como um vilão atrapalhado de filme B.
 
É estranho reparar nessas facetas de humor involuntário do comunista de chanchada, diante do País em chamas: a anomia e a revolução do lumpemproletariado. Porém, a inversão de valores atingiu o paroxismo, de modo que a reação natural que seria a indignação, se tornou o escárnio. É isso, o espanto, diante de absolutamente tudo, é o alimento para essa turma, sobretudo para o ministro “devorador de liberdades”. Sendo assim, eu faço o que mais sei: expô-los ao ridículo.
 
Sim, sei que posso estar (e certamente estou) me distraindo com um adversário mais fraco, de guarda baixa e engraçado. No entanto, o ridículo supera o ameaçador, de modo que o “pastelão” chamará mais a atenção que a formalidade, portanto, a risada suplantará a raiva.
 
“O humor é a saída de emergência para o desespero”
(EmĂ­lio Surita) 
Pin It
Atualizado em: Qua 1 Nov 2023

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br