person_outline



search

O amor e suas dúvidas.

Bom, eu acredito no amor, não sei até quando mas, acredito. Tenho muitas dúvidas a respeito, mas prefiro apenas sentir, me pergunto diariamente como uma pessoa sã se entrega de corpo e alma para outra pessoa na qual nem conhece por completo, bem intrigante, né?! Quando digo por completo, quero dizer que nós nem nos conhecemos por completo, como nos entregamos a outra pessoa exatamente assim? Falamos sobre coisas que nós agradam, falamos os nossos planos, é como se essa pessoa fosse nossa "caixinha de segredos". Ela(e), conhece nossos pontos fracos (e quem garante que não usará contra nós?), sabe exatamente o que fazer para nos deixar felizes, depositamos expectativas nela(e), na qual a pessoa se encarrega de suprir. Na verdade, não amamos a pessoa em si, mas sim o que ela faz por nós, é basicamente uma troca de favores onde normalmente os dois lados suprem suas necessidades. O amor é para os fortes. Amar alguém sem dúvidas é a tarefa mais difícil que os humanos são encarregados de executar. Ás vezes fico pensando como funcionam as relações dos pinguins, já que os mesmos passam o resto das suas vidas com apenas um companheiro, enquanto outras espécies apenas cruzam com outros animais e seguem suas vidas como se nada tivesse acontecido. É bizarro. Acredito que os pinguins amam, bastante, intensamente e sem medo. Devia ser assim. O amor deve ser algo intenso, nem todos tem a sorte de ter um amor, então ele precisa ser aproveitado. Amar é se arriscar a uma infelicidade, onde torcemos para que der certo. E quando o amor não é correspondido? Ah, que dó e que dor. É necessário muito amor próprio para seguir em frente, é um caminho cheio de choros, sofrimento com a certeza que no momento não conseguimos acreditar, que é, "tudo passa". Absolutamente tudo passa. Tudo. Com o tempo, a dor alivia, nos acostumamos com a ausência da pessoa, começamos a nos colocar em primeiro plano novamente sem acrescentar esse alguém. A única parte "ruim" são as lembranças boas, na qual sempre vão estar conosco, o mais difícil é saber aceitá-las e conviver com elas sendo grata por termos tido aqueles momentos, o amor nos faz sentir vulneráveis, exigindo que sejamos corajosos. Hoje, sei que sempre vamos sofrer. O sofrimento é inevitável. Ninguém é perfeito e nem tem a obrigação de sempre suprir nossas expectativas mas mesmo assim, amamos. Escolhemos pessoas nas quais valem a pena sofrer porque no final das contas a única certeza que temos é a morte. Como diz Bukowski, "todos vamos morrer, todos nós. Que circo! Só isso deveria nos fazer amar uns aos outros, mas não. Ficamos apavorados e somos esmagados pelas trivialidades da vida; somos consumidos pelo nada." Devemos amar como se não houvesse amanhã, mas e as dúvidas? Acredito que seja o combustível, não sabemos o que nos aguarda, mas gostamos do que estamos sentindo, é isso que nos mantém firmes, é o inesperado que muda nossas vidas. O amor sempre vence. Deve ser tão bom morrer de amor e continuar vivendo..
Nem tente entender o Sr. Amor, apenas sinta.
Pin It
Atualizado em: Sex 4 Set 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222