person_outline



search

" RENDIDO "

 Vivias teus castelos, prisioneira
dos sonhos pretendidos junto ao peito
sem ter, da liberdade em ti, direito
e longe da manhã alvissareira!...

    Pra libertar-te fiz, de tudo, um jeito
    de alçar minha esperança em voo, ligeira,
    e te alcançar pra além da tua fronteira
    fosse onde fosse, de teu sonho, o leito.

Venci todo obstáculo e barreira
pra ter-te no final dessa carreira
de lutas, de batalhas, de revés…

    E o louro dessa tão cruel disputa
    e que minh’alma, em pleno amor, desfruta
    é ter-me por rendido ante os teus pés!...
Pin It
Atualizado em: Sex 10 Jun 2022

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222