person_outline



search

A tela do meu telefone

Eu me sinto estranha. Em um breve segundo uma lágrima escorre e sei que o que vejo nessa tela nunca será meu. Estou sorrindo e o motivo nem me pertence, aquele que me faz rir não sabe que eu existo e nunca me amará do jeito que eu o amo, estou a somente 15 centímetros dele e mesmo assim jamais poderei tocá-lo. 
  Não sei porque o amo e nem quando comecei a amá-lo, a lágrima que desce agora deve ter escorregado porque no fundo sei que existe também alguém que me ama, mas que já tem quem o chame de seu. Nessa noite tão solitária quanto a minha alma, os únicos barulhos que escuto agora são o de um grilo que nunca para de cantar e o do meu coração que bate como um louco depois das cenas que sei que nunca protagonizarei. 
  Meu amor é passageiro mas não sei quando irá passar, estou com medo das madrugadas que passarei chorando sem que eu possa justificar, estou com medo do que eu disse antes ser realmente verdade, e que ele nunca irá me amar.
Pin It
Atualizado em: Seg 21 Fev 2022

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222