person_outline



search

Lembranças suas

Estou com medo. Ela está me deixando, não me ama e não olha mais para mim como costumava fazer. Além da luz fraca do teclado, raios invadem as paredes escuras do meu quarto e o barulho dos trovões quase abafa os sons da minha mente perturbada. 
  Ela está ali, mas ela não sabe que estou aqui, age normalmente como se eu nunca tivesse existido e eu insisto em pensar que ainda vago seus pensamentos, que ainda tenho algum espaço em seu coração. A verdade é que não tenho, nunca tive, irei ser sempre uma lembrança, e nada mais nada menos do que isso, algo que fica, mas que pode facilmente ir embora. Enquanto eu ficarei aqui, remoendo o que me recordo dela, esperando que um dia volte a falar comigo fingindo que me ama como fazia antes, e eu iria acreditar, porque eu quero acreditar. 
  Vou continuar deitado esperando o momento em que a luz do teclado se apague e ainda sim não tenha nada na barra de notificações, vou dormir junto aos trovões e o som dos pés dela caminhando sem parar pela minha cabeça. 
  
Pin It
Atualizado em: Sex 4 Fev 2022

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222