person_outline



search

Assassinato no 4° andar

Isolamento da área, vermelho, azul e branco.
O céu chora, e as gotas inundam a cena do crime. A cama em que a vítima dormiu estava feita, a louça no escorredor, e o chão limpo com aroma de lavanda. 
Papéis espalhados pelo piso são a única coisa que tornam o lugar desarrumado, milhares de centenas de palavras jogadas fora e amassadas pelas palmas da vítima. 
Seu corpo não estava lá, mas haviam vestígios deixados para trás: as letras que eram escritas espalhadas pela parede, o amor escondido ilegalmente embaixo de seu travesseiro, amostras de lágrimas foram coletadas por todo o apartamento e o coração do padecente foi encontrado na lixeira, junto com os sentimentos que alguém outrora também jogara fora.
Pin It
Atualizado em: Ter 7 Dez 2021

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222