person_outline



search

Resenha de obra de Filosofia destinada ao ensino médio

Resenha de obra de Filosofia destinada ao ensino médio

Rogério Duarte Fernandes dos Passos

Resenha. COTRIM, Gilberto; FERNANDES, Mirna (2017). Fundamentos de Filosofia. São Paulo: Saraiva, 4ª ed., 512 p.

Na obra “Fundamentos de Filosofia”, Gilberto Cotrim e Mirna Fernandes, experientes educadores e pesquisadores, nos brindam com a quarta edição destinada ao ensino médio. E a trajetória percorrida pelo livro é empolgante, colimando imagens e textos na percepção da reflexão filosófica como uma tarefa que mobiliza diferentes sentidos, possibilitando a compreensão dos fenômenos em diferentes vieses.

O mito, o fato, a história. Esses são elementos que aqui estruturam os excertos de perquirição de Filosofia, conduzindo os estudos e reiterando o retorno triunfante da disciplina como parte da estratégia de recomposição do ensino médio na trajetória educacional brasileira.

Sendo um dos temas mais fascinantes da Filosofia, a rememória da prática filosófica da Antiguidade Clássica se faz presente no livro, onde resgata-se a práxis da discussão política em praça pública:

“Uma das características das cidades-Estado gregas – especialmente Atenas – era a prática constante da discussão política em praça pública pelos cidadãos. Isso contribui para que o raciocínio bem formulado e convincente se tornasse, com o tempo, o modo adotado para se refletir sobre todas as coisas, não só as questões políticas” (p. 207).

Disso decorre que o estudo da Filosofia pode se constituir em contribuição para edificar-se no espaço escolar a própria reflexão conducente à cidadania.

Por sinal, interessante observar que o resgate das concepções filosóficas do passado auxilia igualmente a buscar compreensão dos cenários do porvir, como no exame dos filósofos pitagóricos, que agregavam à sua visão, além da perspectiva mística, a elevação das virtudes e a purificação da alma (p. 211).

Ademais, um panorama dinâmico dos elementos de percepção do mundo encontra grande repercussão na filosofia de Heráclito (c. 535-475 a.C.), enunciando-se em um pensamento assistemático, visualizador de uma realidade viva, em constante transformação, em que tudo flui e nada permanece, “onde ninguém mergulha duas vezes no mesmo rio”, ilustrando o cenário de mobilismo do mundo e do universo (p. 211), talvez um dos poucos a adequar-se ao ambiente de incertezas que salta aos olhos de todos os que objetivam buscar compreensão global para além dos aspectos metafísicos.

O caminho de estudo é longo e o livro adquire ainda mais corpo e vigor intelectual no crescer da leitura. No que, de forma arrebatadora, nos encontramos no olhar contemporâneo, diante dos desafios das rupturas epistemológicas, dos paradigmas da ciência e de revoluções científicas de Thomas Kuhn (1922-1996) (p. 373) e os critérios de verificação do conhecimento, postos à prova em face da pandemia da Covid-19, assim declarada pela Organização Mundial de Saúde no mês de Março de 2020, e que trarão reflexões de grande impacto para o ensino da Filosofia que sequer ainda dimensionamos a real intensidade.

As indicações de obras de arte e filmes, da mesma forma, são feitas de forma eficaz pelos autores, trazendo instrumentos de análise das artes que socorrem a cognição não raro restrita ao plano abstrato e ensejam a percepção para além do mito da neutralidade científica, concretizando sujeito cognoscente e objeto cognoscível em um mundo de pluralidade de linguagens, modos de vida e visões, incapazes de reduzir o universo individual ao suposto todo ideal que muito se deseja para a experiência humana.

Indústria cultural, arte, cultura de massa e cultura popular igualmente perpassam os temas abordados pelo livro de Gilberto Cotrim e Mirna Fernandes, ilustrando a Filosofia como disciplina apta a revelar o humano em um porvir marcado por incertezas, mas que não precisa ser triste em face do conhecimento que se revela em poder na sociedade contemporânea e na própria experiência escolar, não raro, marcada por pressões e angústias.

“Fundamentos de Filosofia”, de Gilberto Cotrim e Mirna Fernandes merece ser fonte de consulta, de estudo e de repositório de bibliotecas, sendo uma relevante contribuição para o estudo da Filosofia.
Pin It
Atualizado em: Dom 1 Ago 2021

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222