person_outline



search

A dificuldade do caminho o torna o estudo precioso para o aprendiz

A palestra apresentada pela professora, Lúcia Helena Galvão (2016), “Uma reflexão filosófica sobre a educação”, e o artigo de Pedro Goergen (2005), “Educação e valores no mundo contemporâneo” traz ensinamentos valiosos e nos mostram que a educação e os valores transformam o ser humano.
A professora diz (2016): "Quem ama o conhecimento vai achar um jeito de aprender". Ouvir essa frase me provocou uma reflexão sobre a minha história com o conhecimento. Apesar das dificuldades e obstáculos que encontrei no caminho, em vez de me abater pela diversidade, ao contrário, isso me motivou a superar cada obstáculo. 
Eu nasci em uma família de camponeses pobres no semiárido brasileiro. Os meus pais não sabiam ler nem escrever. Além, das dificuldades financeiras da família, na região, onde eu morava, os professores assumia uma sala de aula sem ter formação mínima (Ensino Médio ou Magistério). Eu tive dificuldade de aprendizagem, da 1ª a 4ª série. Além da troca das professoras serem algo recorrente, existia um fato, as péssimas formações dos professores que prejudicavam o ensino-aprendizagem-avaliação nas escolas da região.
Além disso, existe a falta de condições básicas das escolas do campo, devido os recursos financeiros destinados à educação pública que são mínimos. Para cursar o Ensino Fundamental II e Médio, eu andava 8km todos os dias, além dos 30 minutos de ônibus. A maior parte dos professores do interior tem formação em: Pedagogia, História, Matemática e Letras.
Na época existia um déficit muito grande, de professores formados na filosofia, sociologia, geografia, física e química. Quando os professores não tinham formação na área davam aquele jeito. Na minha formação básica, por exemplo, todos os professores de Geografia não eram formados em Geografia. Assim como o salário mínimo é uma ficção no campo, o ensino de qualidade, também é.
Na minha casa ninguém poderia me ajudar de fato com os estudos, no entanto, nunca faltou o primordial: o incentivo e os valores educacionais que eu recebi dos meus pais diariamente. Eles me educaram pra eu nunca desistir do meu sonho e de me tornar uma mestra naquilo que sei fazer de melhor. A educação é ensinada, primeiramente, em casa e depois na escola. Eles não tinham formação nenhuma, mas, sabiam institivamente que, "o homem não pode torna-se um verdadeiro homem senão pela educação. Ele é aquilo que a educação dele faz" (KANT apud GOERGEN, 2005, p.191).
Embora, tenha sido uma experiência de muita luta e persistência para chegar onde eu estou hoje: graduada, mestre e com um livro publicado. Entretanto, nunca desistir em nenhum momento dos estudos que sempre foi à coisa mais preciosa pra mim. Os meus pais me deram uma base sólida. A escola uma formação básica. Mas, foi na universidade por meio da pedagogia de uns poucos bons mestres, e com a experiência diária na militância que eu consigo concretizar a formação e me realizar enquanto ser humano.
Eu sempre quis entender o contexto social, econômico e físico da minha terra (as belezas e mazelas). E a Geografia foi à ciência mais apropriada para chegar a esse objetivo. Tracei três princípios: motivação, foco e espírito de aprendiz, como foram colocados pela Lúcia Helena Galvão (2016).
Quando as pessoas disseram/diz que não chego a lugar nenhum pela teimosia em carregar a origem de classe, o regionalismo - marca da minha terra e o espírito de justeza de militante. Na verdade, elas entenderam pouco sobre a educação e o verdadeiro papel do educador. Segundo Goergen (2005, p. 1001), "o educador deve ele próprio assumir compromissos políticos, colocando seu engajamento ao debate público para motivar os educandos a se engajarem também na luta pela melhoria das condições sociais". 
Portanto, o papel dos pais e dos professores deve ser o seu compromisso com a liberdade de pensamento, autonomia e amadurecimento dos filhos/educando. Para que eles sejam responsáveis pelos seus atos e tenham consciência do seu papel no mundo para poder transformá-lo.
Pin It
Atualizado em: Ter 27 Jul 2021

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222