person_outline



search

O Horrível

Um novo caso. A casa de dois andares no fim da rua...
Qual é o problema agora? Todos sabem que aquela mulher é esquizofrênica. Não sei por que precisam de mim. Remédios, não um detetive!
 
O largo corredor do segundo andar, eu posso ouvir os gritos. As escadas são silenciosas, a porta negra no fim parece tremer. Os gritos dela vêm de lá.
Acendo um cigarro. Não há tempo para notar os quadros, estantes ou paredes. Ela o manda sair, diz que sombras a perseguem.
 
Lá está ela. Desesperada. 
 
O que são aqueles símbolos? Eu não deveria me impactar... Ela está gritando.
Meu cigarro caiu. Ela não vai se acalmar, ela não pode nos ver. Não faça isso...!
 
Não há mais crise. Há silêncio. E ele corrói.
 
Meus olhos estão vidrados nela, por que eu me impactei tanto?
Cigarros. Minhas mãos e pernas tremem. Há muita coisa para ver, não consigo pensar! 
 
Há fotos no corredor. Por que ela gritava tanto...? O que estava vendo?
Há uma estante com livros negros. Este parece um diário... Está repleto de símbolos e coisas escritas.
Era isso que ela via nos delírios? Diabos, por que não paro de tremer?
Não consigo voltar no quarto, não quero olhá-la.
 
Cigarros. Solidão.
 
Páginas velhas, a letra tremida, esboços de... Coisas. Há mais símbolos aqui, estes são diferentes.
Há um desenho no final... "O Horrível".
O que será isso tudo...?
 
Minha cabeça dói. Cigarros. Pensamentos. Cansaço. 
 
Sonho febril, aquela cena se repete em minha mente. Brilhos verdes somem como vaga-lumes. Há sombras... Limo, gosmas negras... Há aranhas, elas sobem em mim como formigas...
O que é aquilo...? Se afaste...! Asfixia.
 
Desespero.
 
Cigarros. Minhas mãos tremem. Não consigo acender!
Ela desenhou aquilo... Ela viu aquilo...!
Será que estou começando a delirar?
Era enorme... Era grotesco... Era... Horrível.
 
Olho para o desenho. 
O que está acontecendo...? 
Minha cabeça está latejando. Cigarros. 
Isso não está ajudando! 
Era isso que ela via, então? O que eu vi…?
Mergulho no diário, há nomes estranhos, ela diz que sonhava com sombras e com algo grande. Ela diz que se sentia insignificante, todos os humanos são formigas em comparação ao... Horrível.
 
O que é "O Horrível"?
 
Silêncio. 
Minha mente parece me trair. As imagens são desfocadas, tudo parece fora do lugar, distorcido... O que está havendo?
O que são esses sons?
 
Saia de minha mente! Não me toque!
Consigo senti-las, consigo vê-las, eu consigo ouvir...! Consigo vê-lo, nós não somos nada comparados à ele! 
 
Por mais que eu tente tirá-los de meus olhos, os brilhos esverdeados continuam vindo e indo como vaga-lumes... 
Cigarros. Não... Pare de tremer... O que está havendo?
Os símbolos... O livro... Não consigo parar de vê-los! 
 
SAIAM!
 
Desespero. O que está acontecendo!?
Minha cabeça dói... Vejo sombras. Há símbolos... Eu preciso voltar... Eu preciso ir lá... Ela via isso... O que está havendo?
Cigarros.
Não adianta... Estou tremendo... Há sons, há sombras…
Onde está minha arma? Eu preciso voltar!
Eu não aguento mais... Saiam de minha mente...!
Com quem estou falando...? O que está acontecendo...?
 
Eu estou vendo, eu vejo tudo... Vejo ele, vejo a humanidade... Tudo é tão grande, tão grotesco...
O que está acontecendo...?
 
Cigarros... 
Não... Não há mais cigarros.
 
O corredor. Os quadros. Símbolos... O quarto... Os símbolos... Tudo rodeia... Tudo delira... O que está...
Eu o vejo. Há sombras...
 
SAIAM DE MINHA MENTE! SOMBRAS ME PERSEGUEM!
 
Por que estão parados? Ouviram meus gritos...? Com quem estou falando, não há ninguém aqui, apenas Ele...!
 
Eu não aguento mais, há sombras pelos cantos...!
Minha cabeça está latejando!
Não posso...! Não consigo parar de ver...! 
Ele está vindo! Ele é real! Ele é Horrível... Eu não posso...!
 
Não há mais crise. Há silêncio. E ele corrói. 
Pin It
Atualizado em: Qui 4 Mar 2021

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222