person_outline



search

Pedra oculta

                                 I
          Não quero agora falar de brilho
          Que a força do tempo dissolve
          Em minha fraca memória
          E que esta pedra não devolve

          Ainda por lapidar

                                II
          E também tecer considerações 
          De arte história ou justiça 
          Nenhuma das avaliações 
          Que a pedra suscita

          E nem a de Drumond será 

                               III
          Mas falarei da pedra fragmentada
          Que espalha-se do pó despreendido 
          E viaja pelo ar e impregna
          Todo nosso momento esquecido 

           Que éramos sem estar 

                                IV
          Que tens feito de tua pedra oculta
          Pelo tempo que te foi dado?
          Estás a ti esculpir e polir
          Ou devolvendo disformes quebrados?

          No meio da poeira da pedra esquecida
          Lembrei-me que havia o caminho...
Pin It
Atualizado em: Seg 8 Fev 2021

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222