person_outline



search

Serenidade em linhas tortas

Amei a Olga do bloco nove,
e também  Thereza do Santa Hermínia.
Pousei a mão sobre o fogo brando e,
para minha surpresa a dor foi esquecida.
Me fiz mulher,
homem e,
tantas outras vozes
Li a Gazeta,
odiei mil livros,
estive certo e errado,
conheci a glória e a morte.
Me esqueci dos meus pais,
dos amigos,
dos ensinamentos,
da pobreza e da felicidade.
E sob o coqueiro macho imperial,
descobri a altivez, 
de um judeu sem convicções.
No beiral do poço,brindei em sua honra.
Porque amei,
e amei demais,
e amei demais por amar apenas.
Pin It
Atualizado em: Dom 21 Fev 2021

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222