person_outline



search

Obrigado, muito obrigado

Você estava sentada no chão, no meio da festa mesmo. Eu olhava para seu rosto, um semblante totalmente exausto, mas seu sorriso nunca se desmanchava, sim, o seu sorriso, o seu lindo sorriso. Eu tentava entender como você algum dia aceitou conversar comigo, eu tento entender o que aconteceu com a minha vida depois que eu ouvi sua voz pela primeira vez, eu tento entender como, até no silêncio, suas palavras me acalmam, como suas palavras me incendeiam, como você tem em seus lábios a brisa suave que carrega a caravela que sou eu. Quando eu sentei do seu lado eu percebi que o mundo é um lugar lindo e eu não tenho mais medo de morrer, o mundo é um lugar onde existe um eu e um você, um nós, um nó na minha garganta, até hoje às vezes tenho medo de falar com você, mas você me mostrou que o medo é só um quarto escuro e que o brilho que você deixou em meus olhos me lembraria que nada importa, não sinta medo, eu nunca vou te abandonar. Quando eu sinto suas mãos nas minhas o mundo perde o sentido, o único sentido que eu quero na minha vida é seguir você. Eu não quero mais acreditar que exista futuro ou passado, eu não quero acreditar em qualquer momento da minha vida em que eu não tenha você. Você tá com um pouco de dor de cabeça? Quer ir pro seu AP já? Dá pra gente passar no McDonald's comer um lanche e tomar um sorvete, eu tenho uns cupons, vai ficar barato. Estender a mão para te ajudar a levantar chega ser irônico, afinal, eu não sei se conseguiria andar sem te sentir no meu peito. É, mesmo que você algum dia não esteja mais aqui, você vai estar guardada no meu peito, o pequeno pedaço do seu espírito que ficou em mim quando nós colidimos, ele é a parte mais bonita do que sou eu. Obrigado.
Pin It
Atualizado em: Dom 22 Nov 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222