person_outline



search

Estatísticas sociais

              PIB (Produto interno Bruto), IDH (Índice de Desenvolvimento humano), etc: existem índices e métricas para medir e controlar vários aspectos da sociedade, seja no âmbito das finanças, mercado, saúde, educação e outros. Um extrato que tem ficado de lado em todas análises demográficas (acarretando um sem número de problemas) é o BNB ou Burrice Nacional Bruta.
              Embora um tanto elusivo, o BNB pode ser calculado e acompanhado ao longo da história de um país, além de permitir comparações transnacionais. É importante discernir o BNB de um índice similar: IES (Índice de Estupidez Social). Enquanto que o último está ligado ao potencial de estultice de um grupo, o BNB visa identificar numericamente a quantidade de burrice per capita. Medido entre os extremos (3.7 e 11.2), valores MENORES indicam MAIS burrice (a proposta nasceu de uma repartição pública que preferiu se manter anônima, embora a facilidade de uso dê sentido ao próprio índice).
               Ao contrário do que se possa pensar, o BNB não computa somente ações governamentais (embora a contribuição das três esferas seja um fator determinando na formação do valor final); ainda há a BNB das empresas privadas e o BNB populacional, perfazendo um índice absoluto que pode ser dividido pela população para ter um valor per capita. Se os índices econômicos tem fraquejado nos últimos anos, o BNB está em franca expansão e sem sinal de reversão. Economistas sugerem que o governo emita papéis (negociáveis na Bolsa) lastreados na BNB, pois a chance de decepção nesta área é ínfima.
              Caso alguém em Brasília se dê conta que, embora seja um recurso renovável, precisa ser tutelado pelo Estado, sugiro um nome para o possível Ministério da Burrice Nacional: Eremildo, o Idiota, de Elio Gaspari.
Pin It
Atualizado em: Qui 12 Nov 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222