person_outline



search

Eu estou no chão

Eu estou em um campo aberto tão grande quanto minha imaginação. O toque gentil do vento sobre meu rosto pouco me esfria, de certa forma, até me abraça. Eu queria que meu abraço fosse tão grande quanto o horizonte, para que eu pudesse sentir em meu peito o calor do por do sol numa tarde de verão. Esses sapatos machucam meus pés, não entendo o motivo de insistir em usar eles, até a sola já está usada, mas pouco importa, eu ainda posso correr e, com cada passada, irei sentir mais o amor da brisa, cada instante eu estarei mais perto do sol e de todo seu esplendor, reverente esplendor. Eu prometo, eu segurei sua luz, mesmo que eu sabia que sobre meus pés vive um mundo que me destina a te perder as seis horas. Não consigo respirar direito, eu sei, não me resta uma nova alvorada e a calmaria da brisa se esvolve pelo meu corpo desmontado ao chão. Eu vi minhas peças, o sol viu os meus olhos e eu soube que nunca alcançaria a estrela. 
 
Pin It
Atualizado em: Qua 28 Out 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222