person_outline



search

Viés de Autoridade

 
Eu já fui demitido, com aviso prévio, tudo certinho, quando eu fiz por merecer nada menos que a forca ou a guilhotina. Porém, no currículo, várias pessoas colocam como motivo de demissão: reestruturação da empresa. Lógico que a possível contratação é negada com uma leitura um pouco mais atenta ao papel mentiroso. Provavelmente, muitos lançavam mão desse subterfúgio. O Inglês é um, também muitas vezes falso, “Intermediário” ou “Fluente” que poderia ser desmascarado ao pedir um lanche no McDonald’s. 
 
Aquele que seria o novo ministro da Educação (não empossado), Carlos Alberto Decotelli, resolveu dar uma “turbinada” em seu currículo. O upgrade consistiu em: doutorado em Rosário, Argentina, pós-doutorado em universidade alemã e plágio na dissertação do mestrado na FGV. Mas não  é só isso! Demonstrando compulsão, uma ligeira, oportuna e derradeira alteração: ministro da Educação, por que não?
 
Joana D’Arc Félix de Sousa ficou famosa por ter concluído pós-doutorado em Harvard. A história de superação era bonita (iria virar filme). Só que quem achou essa história bacana, foi enganado. O diploma era tão falso quanto uma cédula de três reais.
 
Ela não poderia ficar de fora. Dilma Vana Rousseff é mestre (ou mestra) em “Conto do Vigário”. Ela conseguiu, no papel, passar por mestre em teoria econômica e doutoranda em economia monetária e financeira pela Unicamp. Com essa cascata ela conseguiu ser “presidenta”. 
 
Essas falcatruas revelam o fetiche brasileiro por títulos e diplomas. O papel ainda vale mais que o conhecimento, resultado de um país cartorial e burocrático. 
 
Eu poderia alterar, fortificando com Biotônico Fontoura, meu diplominha da escolinha Sol Encantado. Na Praça da Sé, eu consigo  “tunar” minha precária formação com um doutorado em Engenharia Aeroespacial. Isso pode me qualificar para o Ministério das Ciências e Tecnologia ou facilitar meu ingresso à cadeia por falsidade ideológica. Eu ainda prefiro acreditar que fui longe demais quando colei na prova de Matemática.
 
 
“A mentira pode te levar até onde você quer,
mas não deixa você permanecer lá por muito tempo”
Desconhecido 
Pin It
Atualizado em: Sex 3 Jul 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222