person_outline



search

Sim, isso é uma descrição de uma atitude imprudente

O vento me tocava e me dava um carinho que eu nunca imaginei sentir. Eu olhava para o resto da avenida e ela parecia se extender por quilômetros enquanto me recebia, sozinho, durante a alta madrugada em uma moto pequena. O ponto mais profundo da minha alma entrou em paz naqueles segundos, como um mar que se extende na costa quando a lua se entrega ao horizonte antes do sol nascer, onde as luzes dos postes iluminavam um caminho que me levava apenas para dentro de mim, para dentro do silêncio do momento e da minha alma e para o real amor que, naquele instante, o universo dava para mim e, Deus, ele era tão puro. Eu não queria que o caminho acabasse, eu não queria chegar, mas no fim é o que vale, não? A jornada, os buracos, o abraço imaterial, o brilho não visto dos meus olhos, minha mente derretida, minha memória livre e meus ombros relaxados, todas essas linhas tortas escritas em uma viagem tão pequena, tão simples, mas que traduziu minha existência em segundos, traduziu toda a dor em um sentimento tão belo, tão impossível de definir com essas palavras limitadas. Naqueles segundos, uma lágrima escorria do meu rosto e, na linha em que ela deixou no meu rosto, ela me contou o que meu íntimo não tinha coragem de admitir. 
Uma máquina parecia conversar comigo, uma máquina parecia uma parte do meu corpo. Olhe! Sem as mãos! O seu vibrar transcorria minha espinha dorsal, o seu toque sem vida em minha pele sobre as roupas mostrava toda a vida que eu e ela tínhamos naquele momento, como se o pulsar fosse meu coração e meu único viver. 
Quando cheguei em minha casa e coloquei a moto na garagem, fiquei chateado de algum modo, nosso momento tinha acabado. Tudo em minha vida acabou e minha vida vai acabar, mas pelo menos com ela eu tive uma despedida, pelo menos eu vi onde ela me levou. Desculpe esse fim. 

 

Pin It
Atualizado em: Dom 31 Maio 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222