person_outline



search

O Kobold

Tudo tem uma origem, em qualquer lugar do vasto universo, das menores ás maiores coisas, há um inicio. Em todas as pequenas ou nas mais longas e incríveis jornadas, existe um ponto de partida. Para cada narrativa dos maiores e mais fortes seres, para os menores e mais frágeis, sempre terá uma historia de narra o trajeto inicial.
E aqui começamos, muito tempo atrás, no planeta muito afastado da Terra em Tercany. Antes de sabermos o nome do continente ou do próprio planeta, quando ainda na primeira grande guerra, entre Zyeles, Kalyn's, Gobluns, Orgros, Krassars antes mesmo dos humanos chegarem em Tercany. Essas desventuras que nos contam nas lendas dos livros. Havia uma espécie pouco evoluída, de seres humanoides desprezados pelo mundo e desprotegida, seres com poucos recursos, físico frágil e pouca inteligência, mas que tinha o maior de todos os dons, a união.
Quinhentos anos Tercanys, muito antes dos humanos, no isolado e distante Sistema de Niom na Orla Desconhecida. Este é um planeta muito antigo, onde há inúmeras espécies e raças e povos inteligentes e outros não. Havia um povoado que seguia tradições tribais, seres humanoides.
Os Kobolds não passavam de uma raça menosprezada, um contingente tribal, sem função entre outras raças a não ser o divertimento e a caça, sendo que esses mesmo olham para seu passado com desprezo e orgulho ao mesmo tempo.
As guerras constantes em Tercany por território e poder levou a menor das raças ao desespero e buscar refugio. Entretanto praticamente desapareceram assim como outros povos e seres antigos.
Os Kobolds são seres pequenos, não ultrapassando setenta se sete centímetros de altura, corpo comummente magros, pernas e braços igualmente esguios, cabeça avantajada, calda com leves traços de escamas e características faciais reptilianas.
Durante as diversas guerras e batalhas, entro o bem e o mal, deuses e demônios, homens e monstros. Cansados de terem vidas insignificantes para os grandes, cansados de roubar e terem que ser os pestes para o mundo, bem como ter quer roubar Zyeles ou os Kalyn’s, entre outras sociedades mais evoluídas, vivendo e se protegendo nas cavernas, usando suas singelas armadilhas para apanhar os atrapalhados sem sorte. Por muito tempo eles viveram como o resto do que havia no mundo.
Um dia um sábio, como eles surgiu e os guiou, para um refugiou no lugar mais isolado dos confins do reino, onde nenhuma outra espécie poderia encontra-los, não precisariam mais roupas e nem construir armadilhas. Onde poderiam construir e ter suas pequenas vidas sossegadas e se desenvolver as suas pequeninas maneiras.
Mas hoje o mundo pensa que somos uma espécie em extinção, que não existimos mais. Mas foi nosso lema e nosso estilo de vida que nos tornamos o que somos hoje.
O líder, Howhenduz, não parecia tão incrível, mas para um kobold com mais de duzentos anos era algo impossível, ao olhos comuns parecia apenas um xamã, mas seus olhos mistérios escondia grandes poderes e conhecimentos, nos mostrou como abrir nosso conhecimento e caminho para o futuro, mesmo com tanta conquista, nossa peregrinação até este paraíso, durou mais de trezentos anos, e enquanto isso nosso mestre envelheceu e tornou-se mais frágil, bem como como outros comum conhecimento parecido surgiu, entretanto intenções malignas.
Sob as sombra da peregrinação kobold um jovem ate então desconhecido, alimentava um ódio e mal desconhecido pelo líder sábio Howhenduz que guiava o povo, este almeja não somente ser líder, mas também conquistar outros de sua espécie, algo era apenas incomum pois este kob era mais alto que o normal e sua estrutura física era de um humano ou um kob muito mais forte e treinado, mais agora ele começará a aparecer e mostrar sua intenção, criou um culto maligno com propósitos desconhecidos nos próximos cinquenta anos de peregrinação, até a caravana que não passava de mais de duzentos, chegou a ter mais de dois mil peregrinos.
Agora já não era um caravana, haviam encontrado uma grande fenda entre as montanhas do Sul, onde decidiram construir um grande acampamento, e posterior virou uma vila, com o passar de alguns anos se tornou um condado, em alguns séculos se tornou uma cidade grandiosa que se escondia no anonimato para o resto mundo.
Quando a peregrinação terminou um pequeno grupo formava um culto secreto, longe dos olhos do grande Howhenduz, este faziam faziam suas pesquisas secretas, bem como recrutavam em secreto mais kob para essa sociedade obscura, liderados pelo não mais tão jovem Badum.
Pin It
Atualizado em: Sáb 23 Maio 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222