person_outline



search

Tempos de Férias

Na verdade o humorista é o sujeito mais crítico do mundo, mas que trata tudo com leveza, o que não tem acontecido nos últimos tempos, com alguns deles. Levar na esportiva, como se dizia antes, é o que precisamos. Chico Anísio era desse tipo; Jô é mais político, diferente dos Trapalhões, que eram mais comédia pastelão, mas tudo válido, tipo Três Patetas.
Pensando nisso,e com a inspiração de todos esses mestres, como Millôr ou Stanislaw Ponte Preta, o Sérgio Porto, analiso essa época do ano, desejada por muitos, e, ai, de nós, um tormento para outros...
Chegaram as férias, ehhhh! para alguns um tempão de mais de um mês, para a maioria, a correria de poucos dias de final de ano. E toca encher a mala, como se fosse para um acampamento no Polo-Norte; tem gente que leva de tudo, como se fosse para a guerra ou para a Lua e...não vai usar nem metade. E atulha tudo no carro;antigamente era aquela perua em que as crianças iam atrás, algo impensável hoje em dia; hoje há a SUV e, havendo mais espaço, a pessoa inventa de levar tv, colocar o cachorro, o gato, dependendo da família a sogra, o sogro,além das crianças. Os mais abastados vão com um carro cada um; os mais pobres se amontoam, ou frequentam aquela obra de arte chamada rodoviária!
Ah, a glória dos deuses... se não for cheia, não é rodoviária, com gente saindo pelo ladrão, aquele que vai roubar sua mala se bobear. Se der sorte, o ónibus só vai sair 6 horas atrasado, com gente em pé, mal parando no posto pro pessoal mijar e... aqueles mais molengas vão ter que sair correndo atrás dele!
Mas não pense que quem está em aeroportos tem vida mais folgada...qualquer chuvinha e tudo atrasa, quando tudo não fecha , e, como, disseram, aeroportos são rodoviárias mais sofisticadas.
Mas quem vai no carro está mais folgado? Que nada! Vai haver aquele congestionamento monstruoso, daqui lá, onde você vai. Se for um carro confortável, meno male; mas se for daqueles compactos populares, coitada da sua perna e joelho; quando descer, vai estar apto a ser contorcionista.Se estiver calor, aquele pessoal vai aproveitar para vender água, e, asfalto junto com gente junta, fechada numa lata, parece o Saara. Se chover, pior ainda, vai ser mais demorado ainda.
Mas, chegando lá, é aquele mar azul e imenso... sim , se der sorte, pois essa é a época de chuvas. E pode cair aquela tempestade de lavar o mundo! E, depende de onde você for; se for um felizardo que pode pagar um hotel, não precisa ficar no quarto, mas no restaurante, sala de jogos, academia. Mas... você alugou aquela casa em que vai a família toda, o vizinho, o amigo do vizinho, a tia, tio, amigo do tio, cachorro do tio, cachorro do amigo do tio , primo em segundo, terceiro, quarto grau, que maravilha, toda aquela gente junta e... chovendo lá fora. Vão fazer o quê? Jogar baralho e fazer palavras cruzadas, que coisa incrível!
Provavelmente a tv não vai ser a cabo, e , lá,lá,lá, Silvio santos vem aí!
 Você viajou 300 quilômetros para ver esse programa encantador!
Bom, mas foi todo mundo dormir, depois de brigarem quem fica em cima, embaixo do beliche, do tio roncar feito uma locomotiva e não deixar ninguém dormir ou os mosquitos fazerem festa, ou pior, que maravilha, as baratas de casas fechadas. No dia seguinte desponta aquele sol maravilhoso; depois de todo mundo tomar café, o que leva a manhã toda, com o sol já fervendo, toca caminhar até a praia e você não quis gastar e alugou aquela casa baratinha a 20 quilômetros da praia; ou coloca toda a tropa no carro, ou é uma marcha a pé no deserto escaldante de asfalto sem uma árvore,pois nossos incríveis urbanistas pensaram estar em Londres, não nos trópicos.
Mas chega a praia, aquele mar azul, e como chegou tarde, o carro teve que parar lá longe no sol ou se foi a pé já está colocando os bofes fora, aí é armar o guarda-sol, se achar lugar, e curtir. E como brasileiro gosta de água! Algum filósofo estudará como se faz um sacrifício desses para molhar os pés na água.
Vamos pular a parte em que chega meio-dia e toca levar a tropa toda para a casa; vai ter aquele que só come arroz e feijão, nem se houver lagosta na mesa, e , vai prepará-lo;a maioria vai comer churrasco que aquele tio churrasqueiro é especialista em fazê-lo queimado e...na hora em que chegou sua vez, cadê a carne? Ou o cachorro ou o gato vai roubá-la, e a criançada vai correr ou chorar ou levar palmadas. E aquela prima que não bebe vai experimentar uísque com vodka, misturada com biter e caipirinha; vai botar tudo fora e toca levá-la ao pronto-socorro.
E, compraram 20 KG de camarão, mais 30 Kg de carne, e, só agora descobrem que é Semana Santa e não pode comer carne. Ah, me desculpe a heresia, mas todo mundo vai ter que dar cabo da comida!
Uma semana ou mês mais tarde, todo mundo volta torrado, pois o bronzeador não funciona, ou cheio de picadas, ou exausto, ou cheio de cerveja e... dizendo: "nunca me diverti tanto!" É a vida!
Pin It
Atualizado em: Sex 10 Jan 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222