person_outline



search

Questionando a Deus

Um dia em minhas orações com todo atrevimento que me era peculiar, questionei a Deus com ares de soberba, disse o quanto me incomodava que crianças na África e em outros lugares, morressem de fome, também disse a respeito da injusta distribuição de renda, reclamei da corrupção do governo e do ser humano em geral, da falta de caráter das pessoas hoje em dia. Queria um posição de Deus, uma interferência, exigi uma mudança e continuei meu discurso carregado de cobranças. E no auge da minha pobre e estúpida ignorância, tive a triste idéia de dizer por que ele não fazia nada. Fiquei surpreso com a resposta de Deus, ele me disse que, antes de eu querer mudar o mundo, eu teria que mudar primeiro a mim mesmo e contínuou dizendo, você quer a mudança do outro e na verdade quem tem que mudar primeiro é você, pois, quando você mudar, as coisas ao seu redor irão mudar também. O seu pecado só tem nome diferente ao do seu irmão. Muda como marido, muda como filho, muda como Pai, muda como ser humano, muda a maneira como você se relaciona comigo e pare de reclamar do que não tem e passe a ter gratidão por aquilo que eu já fiz por você e sua familia. Ninguém é tão perfeito que não possa melhorar. Aliás vamos falar um pouco mais das suas misérias humanas, sobre suas falhas que aos seus olhos são apenas deslizes ou prefere dar por encerrado essa conversa? Cabisbaixo sai dali morrendo de vergonha, pois eu que sempre me coloquei na condição de juiz, descobri que na verdade eu também era réu e a partir daquele dia meu olhar para o meu irmão que antes era de soberba, arrogância e condenação, passou a ser um olhar de misericórdia. Sou muito falho, sou pecador, sou ser humano.
Pin It
Atualizado em: Dom 26 Abr 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222