person_outline



search

A Causa e o Propósito do Sofrimento – capítulo 40

Eliú continuou exaltando a majestade e o poder de Deus revelado nas obras da criação, no 37º capítulo de Jó.

E como que antecipando e introduzindo os questionamentos que Deus faria a Jó sobre os segredos da criação, para lhe convencer da Sua grande ignorância, Eliú fez também alguns questionamentos a Jó quanto a algumas obras da criação, para que lhe dissesse, se pudesse, como foi que Deus fizera tais coisas.  

O propósito não era o de obter uma resposta, porque esta era uma tarefa impossível, mas preparar Jó para recorrer a Deus admitindo a sua completa insuficiência e incompetência para entender as coisas que lhe haviam sucedido.

Assim como as coisas criadas são uma realidade que não pode ser negada, apesar de não podermos defini-las quanto ao modo como Deus as criou, de igual modo devemos entender que tudo que nos sucede está debaixo do perfeito controle de Deus, ainda que não saibamos explicar como é que Ele o faz.

A fé não é, portanto, questionadora e investigadora dos atos de Deus, mas os recebe como fatos indiscutíveis e concretos, ainda que não sejam vistos, ou que ainda sejam esperados.

O livramento da aflição do justo que clama ao Senhor, é algo líquido e certo, ainda que não saibamos como Deus operará tal livramento, a Seu tempo e modo.

Era este o alvo de Eliú com Jó. Ele pretendia ajudá-lo conduzindo-o à fé que descansa na providência de Deus, enquanto não é passiva, mas ativa, por lhe clamar insistentemente até que obtenha o socorro da graça, tal como nosso Senhor havia feito quando orou insistentemente no Getsêmani, para achar alívio para sua alma angustiada.  
Pin It
Atualizado em: Qui 4 Ago 2016

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222