person_outline



search

Refém

Cansei. Cansei de ser sua refém. Você só me procurava quando queria se satisfazer. Apenas lembrava de mim na hora do prazer. Quantas noites fiquei à sua mercê? Você nunca soube aceitar um "não". E eu tola, submetia-me à tamanha baixaria. Perdi a conta das vezes em que você me culpava por não querer ir pra cama contigo. Se em algum momento eu estivesse sedenta por te sentir e você me negasse, eu sob hipótese alguma poderia contestar. Você dizia me amar. Demorei para perceber que era mentira. Ou melhor, quase uma mentira. O amor só aparecia quando você me tinha em seus braços ou entre minhas pernas. O seu "eu te amo", só era proferido quando me penetrava. Quantas vezes durante a madrugada, tateei o espaço ocupado por você na cama, e ele estava vazio? Muitas vezes te esperei chegar do trabalho ansiosamente, e ainda assim pouco me valorizava. Meu beijo se tornou insípido, meu abraço sem calor e nosso sexo sem intensidade alguma. Foi aí que você notou que nossos "nós", haviam se desatado. Agora, somente em seus lençóis restou o meu cheiro e em seu coração o aperto por ter me mantido em cativeiro.
Pin It
Atualizado em: Sex 22 Mar 2019

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222