person_outline



search

Resumo,eu sou isso

Tudo começou ao ver o vento soprando seu cabelo... Bailava com as cores que o sol fazia ao tocar sua pele parda.
Seus olhos sangravam ao olhar diretamente em meu olhar sincero.
Suas palavras soavam como barulho de máquina de escrever. Não era chato, era clássico, cult.
Os gestos que fazia quando tocava no assunto de fato, prendiam minha atenção nas suas palavras.
Sou a voz que te cala, sou o vento que te alivia. Sou o perfume que te faz alegre ao lembrar do dia que conheci o cheiro da nostalgia.
Não use desculpas para ganhar mais tempo ao meu lado, me tire de perto e me olhe.
A falta passa, mas a desculpa fere! Não cicatriza com qualquer remédio...
"Morra" em silêncio e o barulho do acaso baterá à sua porta.
A vingança se paga com cheques vencidos em 2014!
Ignore e saberá o lado da escolha, porque o óbvio sempre se apresenta a você, a mim, a nós, sempre!
Pin It
Atualizado em: Sex 15 Mar 2019

Pessoas nesta conversa

  • Adoro seus textos! Adoro seu estilo de escrita! O óbvio dito fora do óbvio...
    Parabéns!!

    1 Curtir

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222