person_outline



search
  • Artigos / Textos
  • Postado em

O ocaso da vida

Sem dor e sem sangue.
Queria me deitar para dormir e não acordar.
Virei feito dose de tequila aquele vidro de calmante.
Médicos e gritos, pouco me lembro.
Deveras não fez o efeito desejado.
Dormi sim, mas acordei.
E acordei com mais vontade de ceifar minha vida.

Dias passados,
Ainda não queria dor, nem sangue.
Foi cada comprimido da caixa.
28, o total.
Mais médicos e gritos.
Outra vez não fez o efeito desejado.
E dessa não dormi, senti foi dor e desprezo.

Não queria ser tratada melhor,
Perder liberdade,
Não poder ficar sozinha.
Queria dormir e não acordar.
Sem dor e sem sangue.
Parar de sentir os traumas.

Meu ocaso eu queria.
Ainda quero.
Pin It
Atualizado em: Qui 24 Jan 2019
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222