person_outline



search

obsessão

minha obsessão, 
meu sonho, diante do que vivo,
Perdido em indulgência, no qual me despeço dessa vida, 
não sou o que pareço nos meus pensamentos,
Vem aos meus braços do passado, 
e deixe-me ir a lugares que não conheço, 
Entregue a sua alma, deixe ser livre
Para simples sensação e prazer de liberdade 
Então voar para o meu lado e abraçar a noite
Vamos desafiar os maiores temores da humanidade
E andar despreocupadamente nas terras proibidas.
Olhar em profundidades de abismo
E mergulho através das reviravoltas do labirinto;
pecado é viver essa vida sem viver de verdade
Dança nos cemitérios e se deleitam com o pecado,
Nossa inocência perdida e nossa fé destruída,
dormindo entre as banalidades do mundo,
somos livres para viver nesse mundo que se torna uma prisão e ninguém percebe.
Eles nos desprezam, mas seremos livres,
O caminho para a realização de nossos sonhos.
Chamam-nos mal, mas nada é pior
Do que a submissão passiva às regras sem sentido,

Pin It
Atualizado em: Qua 2 Maio 2012

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222