person_outline



search

Perdão

Ontem uma amiga me procurou triste, me dizendo que a quem ela muito estimou, em um momento de ira, lhe disse que ela era uma pobre coitada, que não tinha nada na vida.   Em um primeiro momento, ao ver o pranto e a infelicidade daquela pessoa a vontade é de poder arrancar tanta tristeza com a mão e jogar fora até que a pessoa fique feliz novamente.   Mas, não é o correto.    Aquilo que ela ouviu naquele momento só ela poderia passar.   Aquela tristeza e aquele pranto foi para ensinar um algo a mais, e eu não poderia arrancar a tristeza dela. Não tinha esse direito.   O que eu poderia fazer eu fiz. Eu falei. Não tentando confortar, mas retratando que não valia a pena sofrer. Em casos assim, a gente pega o que é bom e guarda, o resto jogamos no universo.   Em silêncio eu disse para essa pessoa que não pode ser pobre quem tem tantos sonhos. Tanto sorriso. Quem carrega consigo tanta luz e felicidade.   Não pode ser coitado quem possui tantos amigos, quem compartilha tanto conhecimentos e esta aberto ao aprendizado.   O que alguém poderia querer mais além do Sol que insiste em nascer pra iluminar um novo dia cheio de oportunidades que nos dá muito mais que luz, ele nos proporciona a possibilidade de podermos começar tudo de novo.   O que não foi feito antes que seja feito hoje.   Enquanto, em silêncio eu falava isso, o pranto da pessoa ia cessando e o conforto das palavras ia tomando o lugar da angústia.   A minha intenção, nao era só confortar, na verdade era a de fazer a ira dentro do coração dissipar. Para que, apesar do que ouviu, aquela pessoa pudesse perdoar e não carregar aquilo dentro dela.   O perdão é um processo mental ou espiritual de cessar o sentimento de ressentimento ou raiva contra outra pessoa ou contra si mesmo, decorrente de uma ofensa percebida, diferenças, erros ou fracassos, ou cessar a exigência de castigo ou restituição.
O perdão é o esquecimento completo e absoluto das ofensas, vem do coração, é sincero, generoso e não fere o amor próprio do ofensor. Não impõe condições humilhantes tampouco é motivado por orgulho ou ostentação.   O perdão é uma estrada de mão dupla. Sempre que perdoamos alguém, estamos também perdoando a nós mesmos. Se somos tolerantes com os outros, fica mais fácil aceitar nossos próprios erros. A partir daí, sem culpa e sem amargura, conseguimos melhorar nossa atitude diante da vida.   O verdadeiro perdão se reconhece pelos atos e não pelas palavras.   Mas, caros amigos, não vivam confiando no perdão alheio para cometer atos de humilhação. Por que perdoar é como arrancar o prego batido na madeira, o prego sai, porém a marca ficará ali pra sempre.   Perdoar é divino, mas até Deus já demonstrou várias vezes sua ira sobre o homem insensato.   Eu não pude e nunca vou poder dissipar o sofrimento daquela pessoa. E eu sei que sempre que puder vou me lembrar daquele pranto e daquele olhar triste e fundo que em silêncio me perguntava através da irís, quão cruel um ser humano pode ser.   Mas em uma coisa eu acredito, o que aquela pessoa aprendeu com aquelas palavras e o quanto ela cresceu como ser humano a fez acreditar ainda mais no que eu dizia: Que uma pobre coitada não seria capaz de perdoar alguém tão cruel.   E eu espero, sinceramente, que minha amiga tenha acordado hoje e olhado pela janela, por que quando eu levantei eu olhei pro céu e dediquei esse dia maravilhoso só pra ela. Por que ela merece.    

 Um velho ermitão foi certa vez convidado para ir até a corte do rei mais poderoso daquela época.
- Eu invejo um homem santo, que se contenta com tão pouco – comentou o soberano.
- Eu invejo Vossa Majestade, que se contenta com menos que eu. Eu tenho a música das esferas celestes, tenho os rios e as montanhas do mundo inteiro, tenho a lua e o sol, porque tenho Deus na minha alma. Vossa Majestade, porém, tem apenas este reino.

Pin It
Atualizado em: Sáb 2 Abr 2011

Comentários  

#2 tania_martins 04-05-2011 10:40
Parabéns!
#1 Abreu 19-04-2011 13:48
Entre perdão e pecado, vamos...

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222