person_outline



search

Cuidado com os atalhos

Em determinadas circunstâncias, atalhos são cilada, nada mais que cilada. Jamais se esqueça: certos atalhos são como um GPS desatualizado, levando-nos ao destino errado. Por outro lado, existem atalhos que são favoráveis, tornando o caminho agradável ao ponto de finalizamos com êxito nosso trajeto.
Todos nós em algum momento de nossas vidas, já optamos por atalho. Que maldade há nisso, não é verdade?
Atalhos são caminhos secundários, é derivado mesmo de um caminho principal, pelo qual se encurtam distâncias, dando-nos o privilégio para chegarmos mais rapidamente ao lugar de destino.
Atalhos são também uma “simples” maneira de se conseguir alguma coisa em menos tempo ou com menos esforço do que por meios normais.
E não me fale que nunca pegou um atalho antes!
Gostamos desses atalhos em nossas vidas, porque sempre queremos o mais fácil, o mais rápido, o bom. Faz parte da nossa sobrevivência, do nosso feitio, vivemos isso constantemente. Até preferimos os atalhos, já que a “vida” nos proporciona essa “opção”.
Os caminhos mais curtos, embora tenham suas vantagens, são cheios de atalhos e nesses atalhos existem tantos perigos! O “caminho” mais fácil, na maioria das vezes, repito, na maioria das vezes, são os mais difíceis e os mais complicados, porque tudo que vem rápido, vai rápido também, sem falar que corremos o sério risco de trocar o melhor pelo bom.
Atalhos têm um poder substancial de nos escravizar, costumam nos deixar em situações embaraçosas, repletas de obstáculos.
Alguns atalhos são tão úteis, eles têm um poder de se camuflar em alguns trajetos, principalmente em nossos sentimentos, são exatamente nesses momentos que algumas pessoas aceitam os conhecidos “sentimentos manipuladores”, porque não conseguiram perceber a diferença entre o “sentimento verdadeiro” do “sentimento atalho”. No entanto, os sentimentos verdadeiros, são puros e benignos nunca esperam algo em troca.
O problema é que sempre criamos expectativas nas pessoas, e esquecemos que somos meros seres humanos cheios de defeitos.
O tal do atalho é um caso sério! Chega de mansinho e se instala em nossa trajetória, impedindo nossa evolução. Ele escraviza sentimentos, tira o brilho dos olhos e d’alma de quem deseja ir longe.
Os atalhos, já mataram muitas esperanças, muitas pessoas perderam sonhos, o brilho mais puro e inocente da alma, transformaram muitos sorrisos em lágrimas, abortaram muitos planos, destruíram muitos relacionamentos.
Alguns atalhos surgem em nossas vidas tão disfarçados! Costumo defini-los, usando essa seguinte expressão: “Lobos vestidos de cordeiros”. Ainda assim, não conseguimos distinguir certos “atalhos” de “caminhos”. É justamente neste percurso que “mora o perigo”. Atalhos perigosos destroem florestas de sonhos.
Às vezes, conseguimos mudar alguns percursos da nossa vida, e fugimos de certos atalhos.
Determinados atalhos empobrecem a alma, destroem sonhos, machucam o coração, diminuem a fé. É nos atalhos aparentemente “bonzinhos” que perdermos o foco. Mas, infelizmente, tem certos percursos que não conseguimos concluir, porque fomos enganados pelos atalhos que nós próprios escolhemos. Torno a repetir: Alguns atalhos são os verdadeiros destruidores de sonhos.
Em determinadas circunstâncias, atalhos são cilada, nada mais que cilada. Jamais se esqueça: certos atalhos são como um GPS desatualizado, levando-nos ao destino errado.
Por outro lado, existem atalhos que são favoráveis, tornando o caminho agradável, ao ponto de finalizamos com êxito nosso trajeto. Eles são bênçãos quando servem de base a alguma coisa que não esteja fora dos nossos valores e princípios, sem alterar o nosso modo de agir e viver.
Portanto, temos que tomar cuidado com os atalhos que aparecem nas nossas vidas e quais deles poderemos utilizar para chegarmos ao nosso destino.
Pin It
Atualizado em: Sáb 5 Jan 2019
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222