person_outline



search

Um dia eu escrevi algo

- Como devo terminar esse parágrafo. - Questionei ao pássaro que estava na janela, já era de manhã e ele veio trazer a música para acordar, desta vez não teve sorte, eu nem dormi. - Ei querido passarinho, tu sabe quando ela foi embora? - Eu estava me perdendo no tempo, me desintegrando com a poeira dos mortos e morrendo no esquecimento de minha doença. Parecia que ela estava ali naquele dia, mas vejo o calendário e já se tinham passados alguns dias.
Você acha que está louco não é? Você está tonto, sente um pouco. - Era uma voz doce que saia do passarinho, belo passarinho.
Calado você! Saia! Xô, xô. - Fecho a janela da sala, não quero ver a luz deste sol maldito. Vou dormir, preciso dormir se não vou enlouquecer de vez.
Quantas cervejas eu consigo tomar em uma hora? Já faz alguns dias desde que escrevi algo decente, e hoje quero fazer uma limpa em casa. Na geladeira tem 10 latas, cada lata com 350 ml, isso dá quase 4 litros de cerveja! Bom se eu aperfeiçoar o tempo bebendo cada lata em apenas três tragadas eu acho possível.
- Eei lata não fuja você é tão reluzente e está suando do modo perfeito. - É realmente não sou mais o mesmo, só foram 6 latas e já se passaram 50 minutos, sim 50 minutos! Onde foi parar meu talento para bebida. Preciso andar por aí.
fShare
0
Pin It
Atualizado em: Qui 27 Dez 2018
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222