person_outline



search

Vazio poema

Num poema não cabe, não cabe...
Não cabe num poema teu coração translúcido,
Lúcido não cabe um poema em tuas mãos,
Melindrosas mãos que me afagou a face... não cabe
Um poema com teus gestos, com tua classe, não cabe
Em meu coração amante, em meu coração rasante.
Não cabe o ingênuo suspiro que sucumbe ao silêncio e silencia
Tua ausente presença tardia e não cabe
Meu triunfal grito amordaçado em prol de um amor passado.
fShare
0
Pin It
Atualizado em: Seg 12 Nov 2018
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222