person_outline



search
  • Artigos / Textos
  • Postado em

Golias

Joana se sentia segura em casa, mantinha na grosso corrente o 
Rottweiler tamanho gigante, o bicho apavorava a vizinhança.
Não gostava muito do bicho e nunca dava carinho, em horários marcados, dava-lhe a parca ração.
Gostava mesmo é da gata angorá, que dormia na cama com ela e comia ração importada, vivia mesmo no colo, a linda gatinha.
Nunca passou em sua cabeça que, o terrível Golias observava a tudo e, dentro dele, foi crescendo uma revolta surda.
Enquanto ele tinha seu mundo reduzido, os poucos metros que a corrente permitia, a gata corria a casa toda, o jardim e, pulava o muro todos os dias, isso quando não estava no colo da dona.
Joana morava só e se sentia segura, por conta do serviço que tinha, se viu obrigada a se ausentar por um fim de semana.
Fácil, em vasilhas de ração e água, deixou a quantia exata para dois dias, tanto para gata mimosa quanto para o velho Golias e se foi.
Não era patroa, a Joana, as coisas se complicaram e não se resolveram tudo, nos dois dias que ela havia programado, teria que ficar um dia a mais fora de casa.
Tentou ligar para os vizinhos, por medo do Golias, todos disseram que só podiam alimentar a gata, quando ela fosse à rua.
Joana pensou que um dia sem comer não fosse matar o seu cachorro.
No terceiro dia, o Golias não tinha mais o que comer, a fome fez a revolta aumentar e ele se encostou na parede, solidão até podia ser, morrer de fome... nunca.
A gata tinha um ritual, sempre no mesmo horário, ela escalava a grade da garagem, olhava o Golias com ar de desprezo e pulava o muro para o lado de fora, ao cabo de meia hora voltava, olhava o cachorro de novo e entrava na casa.
Quando mimosa voltou, notou que o Golias não estava na frente da casinha, como de costume e então ela não poderia dar o seu olhar de desprezo rotineiro, antes de entrar em casa, foi verificar onde estava o cachorro feio e maltratado.
Dizem que a curiosidade matou a gata, a gata mimosa entrou na casinha do cachorro e estava escura, a última coisa que a gata teve na memória foi uma boca se abrindo e tudo ficou escuro.
Quando Joana voltou para casa, chorou a ausência da gata e por saudade, se aproximou mais de Golias.
Para substituir a gata, a moça trouxe uma outra gata que, com o tempo, sumiu também.
Golias agora não ficava mais preso na corrente, os gatos da rua começaram a sumir.
Nem tocava na ração, o Golias, mas estava sempre forte.
fShare
0
Pin It
Atualizado em: Ter 23 Out 2018
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222