person_outline



search

O ALFABETO DO VELHO OESTE - LETRA Y

Yoes – Jake Yoes, US Deputy Marshal, conseguiu sobreviver a 14 longos anos, enfrentando e combatendo bandidos do Oklahoma. Em 19 de julho de 1885, descobriu a 240 milhas do Fort Smith, uma cabana perto da velha estrada militar de Fort Arbukle, o ladrão de diligências Hank MacMurray. No duelo que aconteceu, Yoes mesmo gravemente ferido, conseguiu desarmar o bandido e o prendeu. Após três dias Yoes estava tão fraco, com a perda de sangue, que mal conseguia ficar em pé. MacMurray sabia que era uma simples questão de tempo e logo o “Marshal” cairia do cavalo. Mas Yoes fez algo que lhe salvou a vida; ele se prendeu ao facínora com duas algemas; uma unindo seus pulsos e outra seus tornozelos, jogando as chaves num riacho. “Com um funcionário morto, do qual você não poderá se livrar você morrerá também”, disse Yoes, “Ou morreremos de fome, sede ou algum xerife nos encontrará”. Somente ali o bandido entendeu o que realmente acontecia, enquanto o homem da lei desmaiava. Havia somente uma possibilidade de fuga, ou seja, tentando levar o “Marshal” ao médico mais próximo. O “Daily Oklahoma” de 28 de agosto de 1885 relatava: “Uma coisa igual, jamais tinha acontecido em Oklahoma! MacMurray esgotado atravessou ao escurecer Nash City, levando consigo o seu carcereiro ao qual estava preso. Precisavam ver com qual “doçura” tentava repetidamente acordá-lo, para que o ajudasse também a permanecer em pé, foi realmente uma cena hilária”. 

Yuma – Palavra da língua “Pima” = Comedores de Vermes. Os “Yumas” eram um povo primitivo que já ao tempo da dominação Espanhola vivia perto do Colorado River, na zona ocidental do Arizona. Tinha uma língua própria e se articulava em vários grupos tribais. Os “River Yumas” compreendiam as tribos: “Cocopa”, “Halchidoma”, “Kavelchadom”, “Kohuana”, “Maricopas”, “Mohaves” e “Yumas”; os “Yumas Superiores” compreendiam as tribos: “Havasupai”, “Walapai”, e “Yavapai”; os “Yumas do Deserto” compreendiam as tribos: “Kamia” e “Pai-Pai”. Todos esses grupos tribais sempre foram combatidos, seja sob a denominação Espanhola, Mexicana ou Americana. Somente em 1858 após alguns Caciques “Mohaves”, batizados pelos Mórmons e instigados contra os Americanos, atacaram uma caravana numa trilha chamada Beal Trail, perto do Colorado River e mataram 18 Americanos, o Exército então entrou em ação: a Cavalaria combateu os “Mohaves” e aniquilou mais da metade de seus guerreiros, após o Cacique “Cairook”, se render, deixando-se tornar um refém juntamente com outros Caciques em Fort Yuma. Lá, juntamente com outros quatro Caciques, foi morto em tentativa de fuga e o Cacique “Yarateva”, melhor visto pelos Americanos, continuou as tratativas de paz. Fez-se a paz então com os Americanos e os “Mohaves” submeteram-se ao Comandante de Fort Yuma, forte esse que também era uma prisão do Estado. Os “Yumas” deviam procurar os prisioneiros fugitivos e cortar suas cabeças, existindo um prêmio para cada cabeça talhada. Em 1862 foi encontrado ouro no Território dos “Havasupais” e dos “Yavapais” e milhares de mineiros Americanos invadiram tal local. No território dos “Walapais” invadiram os criadores de gado com suas manadas e com os cowboys, ocupando-o. Por onze anos as tribos “Yuma” combateram tais invasões. Nesses combates encontraram a morte mais de 100 Americanos e 1.000 Índios.     
Pin It
Atualizado em: Qui 28 Set 2017
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222