person_outline



search

Ode Macabra

Homens receptáculos de almas perturbadas
Pandemônios são santuários de figuras endeusadas
Demónios criaturas malignas cada vez mais ousadas
Legiões demoníacas em templos, são veneradas.
No apocalipse, o céu e o inferno como aliadas.
Anjos criaturas cada vez mais desnorteadas.
Demónios transformam homens em almas penadas.

Crianças que com sangue são amamentadas
Na guerra divina das figuras deusas bajuladas
Pelo homem que quer suas ações santificadas.
Mas o céu pereceu ante poder das infernais enxurradas
Que condenaram Anjos a um conjunto de nadas.

Mulheres parem munições e granadas
Nesta guerra das almas perturbadas.

Odes satânicas são na diáspora esboçadas
Lucifericas almas são invocadas
Em templos das malícias sagradas
Entre as palavras sãs e as profanadas
Surgem polos como gumes das espadas
Que o inferno fundiu e deu as suas manadas.
Ode macabra nas vidas sem vidas...
Pin It
Atualizado em: Ter 10 Jan 2017

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222