person_outline



search

ELA

Ela com os olhos grandes e vermelhos chorando o que se foi.
Não queime a juventude por ele
Não gaste o lamento por ele

Distante de voçê eu aguardo uma chance
Uma lagrima preta escorre em sua bochecha pálida
escorre entre as sardas acomoda no canto da boca.

Eu toco a tela para sentir o seu calor
com a ponta do dedo eu desenho seu lábios.
Não chore por ele.

Na angustia do quarto fechado até o pescoço
você tenta descobrir o que errou, onde falhou
Não voçê, sim ele.

Eu espero a medida, oportunidade de ouvir sim
Na distancia do tempo, um sorriso sincero, na distante pobreza
um afago carinhoso.

Leia as letras que eu escrevo, anotadas entre o barulho e a
rua escura
Como mudar seu coração?
Aguardo, a virtude da velhice.





Pin It
Atualizado em: Qui 5 Jan 2017

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222