person_outline



search

AGRESSÃO VERBAL: AS MARCAS QUE O ADULTO PODE DEIXAR NAS CRIANÇAS

Para causar danos, a frase não precisa ser dita em voz elevado ou ter um “xingamento”; o que conta é a mensagem e a insistência com que ela é repetida.
A criança é um papel em branco e o que as pessoas com as quais convivem colocarem  ficarão registrada e poderá lhe causar marcas profundas no futuro.
As mensagens (positivas ou negativas) que recebem constantemente serão bases para a construção de sua própria convicção e podem determinar a sua conduta e desenvoltura nas situações de sua vida emocional, social e profissional.
Expor a intimidade da criança em público como forma de “corrigir” um comportamento indesejado. Quando por exemplo, a criança que faz xixi na cama já grandinha ou aquela que não larga da mamadeira e vê seu segredo sendo revelado numa reunião familiar ou mesmo na porta da escola; pode desencadear emoções negativas que a acompanharão por muito tempo.
Existe também a exposição de episódios que são importantes e únicos para a criança e ou adolescentes e que para a maioria dos adultos são motivos de comentários e risos: quando a menina menstrua pela primeira vez e ela “fraga” a mãe comentando o assunto com várias pessoas ou quando o menino começa a engrossar a voz e as pessoas fazem disso uma piada. Com a quebra da relação de confiança e respeito, a criança ou adolescente deixa de se abrir e dividir confidências com o adulto, se fechando e procurando outros grupos como referência, o que muitas vezes poderá representa um grande perigo a sua segurança.
A função dos pais é educar, criar regras, negociar, repreender e até de dar “broncas”; só não pode “extravasar a sua raiva” achando que está educando. É melhor esperar a raiva passar e com calma tomar as medidas cabíveis de forma mais ponderada e firme.
O grande desafio dos pais e professores é conseguir administrar seu estado emocional para entender quando estão muito irritados e se controlarem o suficiente para elaborar sua reação perante os momentos de conflito familiar, para dosar as palavras e frases de forma a não marcar negativamente o emocional da criança ou adolescente.
Pin It
Atualizado em: Seg 12 Set 2016

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222