person_outline



search

Palavras ao vento - ilusão de pensamento

Olha só pra isso, cabelo, cabeleira, cabeluda, descabelada, que mulher será que é essa?
Só pode ser a empregada do meu vizinho, quando arrumada, que princesa é.
Faria dela a patroa do meu coração e diria que te amo porque te amo.
Não precisas ser amante, e nem sempre sabes sê-lo.
Mas o amor, quando se revela, não se sabe revelar, furta todo o espaço.
Fica exposto como um objeto num supermercado. 
Ah como queria ser gerente, do meu próprio sentimento, da minha própria razão. 
Viver a utopia é o que me resta, sonhar com um passado ou um futuro distante.
Aparar as tristezas com um aparelho de barbear imaginário. 
E querer ser personagem principal do filme das ilusões.
Sem entender o porquê, os dinossauros destroem caixa eletrônico.
Será que eles também não aprenderam ganhar amor?
Pin It
Atualizado em: Sex 3 Jul 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222