person_outline



search

RIO DE JANEIRO - 2007

Quando, há 15 anos, recebi a notícia de que deveria assumir uma gerência na cidade do Rio de Janeiro, estremeci. Não conhecia a cidade, mas sabia sobre as suas belezas, da violência que imperava por lá e pior: O alerta que me deram na empresa sobre as pessoas do Rio, que eram indolentes, que não gostavam de trabalhar, que só queriam praia, festa e futebol.
Fui apreensivo, e em pouco tempo tive muitas surpresas. Começa pela gente daquela cidade. Eles sabem viver, isto sim. Se divertem muito, aproveitam cada momento do dia, são joviais, são fáceis de se fazer amizade e trabalham muito. Essa foi a minha maior surpresa, trabalham forte, trabalham bem, mas não é isso o que as pessoas de fora mais enxergam e sim o que mais os surpreendem: A alegria de viver.
Quanto às belezas da cidade, o que eu tinha de informação era muito pouco, as belezas são muito maiores e não são tão divulgadas para os turistas, que ficam nas belezas tradicionais. Uma “Floresta da Tijuca”, a maior floresta urbana e replantada pelo homem, é uma maravilha a ser degustada por pelo menos um dia inteiro. O “Jardim Botânico”, obra de Dom Pedro II é outra maravilha imperdível para se ir muita vezes. Os prédios da época de 1850 a 1920 na Praça Tiradentes e circunvizinhança é uma maravilha, principalmente com a restauração que vem sendo feita agora com apoio da prefeitura municipal. O bairro de Santa Tereza, com seu bonde, com seu casario, com suas ladeiras, com sua vista fantástica para a Baia da Guanabara de um lado e o aterro do Flamengo (outra maravilha) do outro lado, dos seus bares a noite. Na verdade, para se falar das belezas do Rio de Janeiro, eu precisaria de umas 50 folhas e não apenas uma.
Quanto à violência, que eu tanto temia, ela existe sim e é uma realidade muito triste oriunda dos desmazelos dos últimos 4 ou 5 governantes. Mas a grande sabedoria que aprendi é a de não se entregar a ela, de não se esconder, de não aceitar que ela limite totalmente a vida. Não estou dizendo em correr riscos, mas sim continuar a viver tomando precauções, evitando os lugares mais sabidos da violência, dos horários, dos caminhos.
O RIO É o melhor lugar para viver!
Pin It
Atualizado em: Qui 21 Jun 2018
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222