person_outline



search

Amor Barato

Sou Sérgio, sou um canalha, não presto para nada. Estou de mal com o mundo e decidi: hoje eu vou trair minha mulher.

Estou passando pela tal crise da meia idade. Tudo está ruim, nada serve. Quero fugir, mas não sei para onde. Depois de beber todas abri a porta de casa e saí, saí para enfrentar a noite gelada de segunda feira e o lugar mais perto em que fui parar foi na zona. Enchi meu carro de amigos, os melhores, os verdadeiros, aqueles foda mesmo.

Chegando lá aprontamos todas. Parecia que o mundo estava acabando e se estivesse era ali que eu queria ficar. Embriagado , cheguei perto de uma  rameira    entornando de tanta pinga , puxei o cabelo dela ,  minha boca bem junto ao seu ouvido  e disse a ela que hoje queria afogar tudo o que amargava minha maldita vida me perdendo nas curvas de uma gostosa como ela. Perguntei:

- Quanto é?

- Dez Reais. É barato, mas é rápido hein Filé!

- Vai lá tá valendo, não saio daqui sem nada.

Naquele dia eu estava muito doidão. Sim o cara só pode estar muito louco da cabeça para se enfiar num lugar sujo e fedido daquele.

Então  antes de entrar no quarto da tal prostituta , tomei mais dez goles de pinga e fui. Estava determinado a cumprir o que  fui fazer ali , trair minha mulher com uma garota de programa.

Tipo machão  logo arranquei minha camisa para em seguida desfivelar o cinto. Deprimido e chorando muito me sentei naquela cama chamando aquela que eu pagaria para me dar prazer.  Não me lembro de mais nada.  Apaguei.

O dia seguinte foi muito pior. Acordei dez horas da manhã com uma baita dor de cabeça , envergonhado  e sozinho. Meus amigos todos tinham ido embora. Tomei um café horrível para curar um pouco da ressaca .  O tempo ia passando e a ressaca moral , essa nada no mundo acabava. Tomei coragem e fui perguntar para aquela moça o que tinha acontecido.  No começo ela contou vantagem , disse que tínhamos feito isso e aquilo , repetia as barbares que eu falei no ouvido dela durante toda a madrugada mas não era verdade.  A mulher no final me contou que não rolou nada entre a gente , eu só entrei para o quarto dela para dormir. Disse que chorei muito e chamei o nome da minha esposa em meio aos meus delírios , pedindo perdão e dizendo que a amava. Não traí minha amiga , minha companheira , aquela pessoa maravilhosa que só entrou em minha vida para me ajudar , mas mesmo assim me sinto arrependido. Não era para eu ter ido ali. Com que cara agora eu vou chegar em casa? Pois é lógico , não vou confessar uma virgula de tudo que o aprontei . É ... Paguei a garota 10 reais por um programa que ela não fez e o barato ainda acabou saindo muito muito caro.

Pin It
Atualizado em: Sex 17 Maio 2013

Comentários  

#6 PauloJose 20-06-2014 16:31
traição dele próprio coitado.
concordo sim, se divorciar
primeiro, pois a gente é carnal
e pode apaixonar por uma pessoa
eu amo ,amar.
parabéns
#5 PauloJose 24-05-2014 16:52
EU SINCERAMENTE, NÃO SOU NORMAL.
ME SINTO SENTIMENTAL,AMOROSO,SE EU GOSTAR
DA PESSOA ADEUS, ALGO ACONTECE, SOU PROIBIDO DE AMAR
DECENDENTE DE ÍNDIO COMO EU.QUER MAIS É GAMAR :P MESMO
FAVORITEI.
#4 JogonSantos 21-01-2014 21:40
Gostoso de ler.
#3 Marlende 24-09-2013 08:14
Belo conto, e o melhor, o desfecho final, com uma bela mensagem...Paaarabéns Escritora !!!
+1 #2 cesinha 19-08-2013 21:22
Uma traição não consumada... Ele foi 2 vezes idiota.
#1 tania_martins 03-06-2013 09:50
Parabéns pelo conto!
Abraços.

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222