person_outline



search
  • Terror
  • Postado em

PSYCHOSOCIAL Capitulo 6

CAPITULO 6
INSANIDADE
 
12 de outubro...O céu está nublado,e os
ventos estão furiosos,o suficiente para
fazer com que as árvores,dancem a
sua sinfonia violenta.
E em uma pequena cidade do interior,há
uma casa de altos e baixos,de onde estão
vindo o barulho de gritos,furiosos e ao
mesmo tempo assustados.
_NÃO!
Grita uma jovem de longos cabelos negros,
pele clara e olhos azuis.Vestida com uma
longa camisola branca, estilo anos 50,
toda manchada de sangue,presa a
parede,por algemas de ferro.
Enquanto recebe chicotadas,de uma
mulher aparentemente parecida com
ela,que não mede esforços ao lhe
ferir nas costas com a corrente
de aço.
_AINDA VAI BLASFEMAR AO NOME
DO NOSSO SENHOR!?
Grita a mulher,com o olhar furioso,
embora seja uma senhora,é muito bela
para a sua idade,aparenta ter alguns
anos a menos.Porém parece ser
mais velha,por causa das
suas olheiras.
_Não mamãe!
Diz a garota,enquanto sente o calor,
da ultima chicotada que a sua mãe
lhe dá.Lagrimando devido a dor
que estava sentindo em suas
costas.
_NÃO OUVI!
Grita a mulher mais uma vez,e então
acerta outra chicotada,nas costas
da menina,com tanta força,que
esta encosta o rosto contra
a parede.
_NÃO MAMÃE!!!
Grita a pobre moça,e então encosta ao
seu rosto vermelho,na parede do quarto.
A mulher sorri e sai do quarto,e uma
garota a olha e entra lá logo em
seguida,fechando a porta.
_Como você está Alessandra?
Pergunta a garota,de curtos cabelos
negros acima do peito,de olhos
azuis,e pele pálida.Que está
usando um vestido negro,
e sapatilhas brancas.
_Como você acha que estou...
Sussurra a jovem,virando-se para a
garota,e expondo o seu rosto sombrio
a luz.Assustando a pobre moça,que se
afasta horrorizada,com os lábios da
mesma,que estavam vermelhos de
sangue,e os seus fundos olhos
que estavam roxos.
_Eu vou matar essa vadia!Ales eu
vou matá-la esta noite!
Diz Alessandra,com o olhar furioso
e sombrio,demonstrando que não
deixaria,aquela afronta passar
despercebida.
Ao vê a expressão da jovem,a garota
apenas dá um passo para trás,e fica
com o olhar distante.Pois uma cena
assustadora surge em sua mente.
Onde ela está toda banhada em
sangue,segurando um terçado
em sua mão esquerda,diante
do corpo desfigurado de
um homem.
_É a única forma de nos livrarmos
desse pesadelo!Eu te ajudarei!
Responde Ales,olhando no fundo
dos olhos da jovem,enquanto ambas
sorriem uma para outra,com um olhar
tão obscuro,que pode se notar que
não estavam plenas sobre a sua
sanidade.
E assim...É de madrugada,e a senhora
Mary Simpson,está dormindo em sua
cama de casal.Tendo um sono tão
pesado,e tranqüilo que nenhum
ruído é capaz de despertá-la.
_Olá mamãe...
Até que ela ouve uma voz familiar
próxima a ela,e então abre os olhos,
e se depara com a filha Alessandra,
montada sob o seu corpo,com um
lindo e macabro sorriso,e uma
adaga na mão.
_Santa Maria mãe de Deus!
Diz a senhora Simpson,com os olhos
assustados,despertando por completo,
em pânico com o ataque da filha.Porém
ao tentar sair da cama,surge Ales bem
atrás da filha mais velha,com um
sorriso em seu rosto.
_Estão possuídas pelo demônio!?
Pergunta a mulher,horrorizada com a cena
que estava diante dos olhos,tentando sair
da cama a qualquer custo.Mas não era
só o peso da sua filha que lhe impedia,
e sim as correntes que estavam
presas em seus pulsos e em
seu tornozelo.
_Talvez estejamos...
Diz Ales,com um sorriso,indo em direção
a cama,e se sentando bem ao lado da
mãe,enquanto sorri e brinca com a
adaga que estava em sua
mão.
_Talvez não...
Responde Alessandra,passando a
lamina do objeto sob o corpo da mulher,
que luta para sair dos seus braços,de
todas as formas possíveis.
_Minhas filhas...Não façam nada!Tudo
o que fiz foi para o bem de vocês!Eu fui
criada desta forma!
Implora a religiosa,olhando para as
duas garotas,com o seu melhor olhar
de auto-piedade,com a intenção de
tocar aos seus corações.Mas as
duas apenas reviram aos
seus olhos.
_Você tem mesmo que morrer!
Dizem as duas irmãs,e então elas duas
esfaqueiam a mulher que lhes deu a vida.
Começando pelos olhos,depois indo direto
para o peito,e por fim cortando a língua
fora,desfigurando cada parte do seu
rosto,jorrando sangue para todos
os lados.
Enquanto as duas,ficam cada vez mais
sujas do liquido da vida ,e revivem a cada
momento,onde a mulher lhes castigou
severamente.Atacando-a como se
fossem duas feras raivosas.
_Foi necessário...
Diz Alessandra após terminarem,de
deixar ao corpo da mulher todo aberto
e estraçalhado,com o rosto todo sujo
de sangue,e o coração da inimiga
em suas mãos.
_Sim!
Diz Ales,com o olhar assustado em
seu rosto,e um sorriso.Carregando em
a cabeça da mulher,que estava com
os olhos arrancados,e a língua
arrancada.
Nos dias de hoje...As irmãs Simpson,
foram capturadas pelo grupo de fanáticos,
e são consideradas filhas da serpente,pelos
seus crimes mais brutais.
As mortes não haviam se restringido,
apenas aos seus familiares,todos aqueles
que colocavam a sua vida em risco,eram
severamente castigados por esse par de anjos diabólicos .
_Não podem nos prender!
Diz Ales,agora mais velha na fase de
sua adolescência,que só melhorara a
beleza que ela sempre possuiu.Usando
roupas estilo metaleira,com o lápis de
olho bem reforçado,e os lábios bem
vermelhos.
_Controle-se Ales!
Diz Alessandra,agora em sua fase
adulta,que lhe fizera tão bem,ao ponto
de torná-la uma jovem mulher.Usando
roupas estilo gótico clássico,e uma
maquiagem noturna,que realça
o seu par de olhos claros.
Ouvindo a ordem da irmã mais velha,
a garota rebelde apenas se contem,e
então olha para o canto,e nota que
todos os religiosos estavam
juntos no canto do
cativeiro...
_Santa Maria mãe de Deus
rogai por nós pecadores!
Dizem as vozes em coro,envolta da
jovem Corelle,que agora já não estava
mais pendurada numa cruz.Mas estirada
ao chão,com os braços,e pernas presos a
correntes,que os mantinham esticados.
_VOCÊS SÃO DOENTES!
Grita Corelle,olhando para todos os
religiosos,com um olhar assustado,e a
boca toda suja de sangue.Pois os tais
seres haviam obrigado-a,a tomar
sangue de porco,para que ela
agüentasse a tortura,por
mais tempo.
_A tortura é a prova,que o demônio
foi vencido,Jesus Cristo foi castigado pelo
Diabo.E agora castigamos o teu fruto,
como castigastes a Cristo!
Dizem os religiosos,girando em torno
da jovem,que começa a lagrimar,já não
suportando tamanha loucura.Mas eles
a ignoram,e prosseguem com a sua
vingança doentia.
_LOUVADO SEJA DEUS!
Grita uma dos religiosos,com as mãos
unidas as de outro fiel no ar,enquanto
eles formam um circulo envolta da
garota.Que começa a gritar,
pois chegou ao seu
limite.
_LOUVADO SEJA!
Dizem os religiosos em coro,e soltam
as mãos alegres,conformados pois de
seu ponto de vista primitivo,o tal do
demônio havia sido vencido,pois
eles haviam ferido,a um dos
seus filhos.
Porém toda aquela alegria some,quando
o eco de uma gargalhada insana surge,e
consome todo o galpão,deixando a
todos em pânico.
_LOUVADO SEJA SATANÁS!SENHOR
DO INFERNO!E DONO DESTA TERRA!
LOUVADO SEJA!MALDITO É O
NAZARENO HIPÓCRITA!
Grita Corelle,usando o seu corpo para
fazer a “ponte”no chão,olhando para todos
os religiosos,com um sorriso cínico em seu
rosto,que os deixa ainda mais
amedrontados do que
antes.
_BLASFÊMIA!
Grita a mais fanática de todos,indo ao
encontro da jovem,e chutando ao seu
corpo,com o intuito de silenciá-la,
mas tudo o que consegue da
insana vitima,é a temível
gargalhada.
_Blasfêmia!? Eu nada fiz contra vocês!
seus idiotas imundos!E ainda sim,me
prendem a estas correntes!E me
alimentam como um animal!
Diz Corelle em um tom de voz calmo,
deitando-se ao chão como uma fera
cansada,e o olhar distante,pois já
não estava mais plena,de suas
condições mentais.
_Demônio!
Diz a mesma religiosa,e dá um chute
no rosto da menina,fazendo-a virar a
face,e cuspir sangue logo em
seguida.
_Agora sim você pegou pesado...
Responde a garota,com o rosto virado,
e os lábios rígidos em uma linha reta,
sentindo-se humilhada,pelo ato de
desespero da evangélica.
_Escute aqui sua imaculada vadia!
Quando eu sair dessas correntes,eu
juro que terei o prazer de acabar
com você!
Diz Corelle,com o olhar frio e a voz
solene,olhando do fundo dos olhos da
mulher,e penetrando até a sua alma
com a sua ira. De tal forma,que esta
a olha como olhar assustado,e
começa a se benzer,fazendo
o sinal da cruz.
Pois ela começa a vê jovem
desaparecer,surgindo em seu lugar
um demônio,com um par de chifres
, asas de morcego,e unhas negras.
E então um frio percorre a sua
espinha,despertando nela,
aos seus medos mais
profundos.
Até que a jovem fecha os olhos,e
se concentra ao ponto de revira-los,
até o branco.E a mulher sente uma
terrível dor no peito,caindo morta
no chão logo em seguida.
_Maria!
Grita um dos religiosos,e corre até
o corpo da mulher,pronto para levá-la
para o hospital,e salvar a sua vida.Mas
logo que ele chega perto do corpo,este
é consumido por uma chama ardente.
_Tchau pra ela...
Diz Corelle,com um enorme sorriso
em seu rosto,como se aquele ato fosse
a coisa mais natural do mundo.O que
deixa ao religioso furioso,ao ponto
dele dá ao primeiro passo,para
ir ao encontro da garota.
_NÃO!
Gritam aos religiosos em coro,e então
um grupo impede,que o homem venha
a se aproximar da garota.Que apenas
sorri para eles,e então recosta a sua
cabeça no chão, fechando aos
seus olhos.
_ARRASOU!
Diz Ales em voz alta no canto do cativeiro,
presa por correntes de aço,a um mastro
de ferro.Com um enorme sorriso em
seu rosto,encantada com todo o
poder que a jovem possuía.
Ao ouvir uma voz lhe elogiando,a garota
então abre os olhos,e observa todos os
pontos visíveis até se deparar com a
jovem Ales,que sorri para ela de
uma forma cativante,que lhe
deixa sem jeito.
_Demônios...
Diz um dos religiosos,claramente
indiferente a voz da filha mais nova
da família Simpson.E então todos os
religiosos abandonam ao local,e
deixam apenas as garotas
ali.
_Ales contenha-se!Olá...
Diz Alessandra olhando para irmã
mais nova,com o olhar furioso,até que
nota que Corelle lhes observava,e
então a cumprimenta.
_O que está havendo?
Pergunta Corelle,indo direto as
questões da dúvida,e ignorando as
apresentações.Acenando para as
duas irmãs,com um sorriso.



Pobres meninas,muitos
crimes haviam cometido.
Pobres meninas!Agora estão
sofrendo com o castigo. 
 
Pin It
Atualizado em: Dom 24 Abr 2016
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222