person_outline



search
  • Contos
  • Postado em

A Descoberta

            Numa manhã ensolarada a Lisa acorda empolgada para enfrentar mais um dia rotineiro. Descendo as escadas toda energética, não deixa de notar que há um convidado em sua mesa! É o tommy, seu amigo de longa data, ele é policial da cidade e veio fazer uma surpresa para ela.- Bom dia dorminhoca! - Olha só quem resolveu aparecer. - Você gostou da minha farda? - Muito bonita.
         Lisa ainda mora com seus pais Bone e Lucy elas já são de idade, as mesmas se amam independente das situações. Correndo contra o tempo Lisa chega em seu local de trabalho, o seu chefe Paul aperreado pois tinha um cliente de suma importância que precisava  fechar negócio; Reparando que a Lisa havia chegado, foi imediatamente na sala dela para informá-la, e já com todos os documentos do cliente em mãos lhe repassou tudo o que seria necessário para negociar. Quando Lisa olhou o nome do cliente, achou familiar pois já havia escutado de algum lugar, mesmo assim continuou a verificar toda a papelada. Entrando na sala já chamando pelo nome dele Marson Boos ele ao se virar ficou surpreso com a semelhança dela com a falecida esposa, Dora, ele ficou tão balançado que não ficou calado e disse:  - Nossa como você é linda, me fez lembrar da minha falecida esposa. - Sério! por que? Perguntou Lisa - Seus traços são bem parecidos com os dela.
         Fechando negócio com o Marson o um dos homens importantes da cidade ela retorna para casa  e conta sobre o seu dia para suas mamães, mencionando também que conheceu um homem chamado Marson Boos. Lucy ao ouvir esse nome fica em silêncio e olha assustada para Bone e Lisa percebe o estranhamento e pergunta o'que está acontecendo, umas das mães se pronuncia para explicar a situação: - Querida temos que conta -lá. disse Bone - NÃO! ela não pode saber. - Meu bem ela já pôde saber da verdade. Afirma Bone - Por Favor alguém pode me explicar o que está acontecendo. Fala Lisa aos prantos
          Filha, eu e a Lucy trabalhávamos no pequeno orfanato que se chamava ''Luz do Sol''  eu era apenas funcionária do local e a Lucy gerente do estabelecimento. No tempo ainda não havia me definido pois estava em descoberta do que eu queria ser e, foi daí que houve aproximação entre mim e a Lucy pois já nos gostávamos na época mas continuamos amigas; desde pequena me inspirei mulheres de personalidade como a whitney Houston, Beyoncé, são tantas mas a melhor delas era a que estava dentro de mim e quando decidir colocar tudo isso para fora a Lucy estava do meu lado em todos os momentos apoiando-me em tudo e dando forças para que eu não desistisse de quem eu queria ser. Daí conseguir a mudança que tanto esperei e desejei, hoje sou um transsexual, mudei de homem para mulher sua mãe sempre teve uma quedinha por mulheres então foi fácil ela me aceitar (RISOS); para completar a nossa felicidade foi quando você chegou, chegasse bem pequena em nossos braços. E tudo isso ocorreu quando um casal desesperado entrou pela porta do orfanato pedindo ajuda e pediu para que tomássemos conta de você e na sua perna estava a pulseirinha de maternidade onde tinha o nome da sua verdadeira mãe Dora Boos Patterson e daí eles foram embora e desde o acontecimento não deram noticias. Porém quando te vimos em nossos braços sabíamos exatamente o que fazer, vimos tanta doçura em você que não foi difícil te levar para casa e desde sempre se tornou tudo para nós. - Ah como eu amo vocês. Se expressou Lisa
           No dia seguinte Lisa foi a cafeteria de costume e encontrou o seu amigo Tommy que estava fazendo ronda por perto, na qual deu uma parada pra um café. - Tommy como está sendo seu dia? Já prendeu alguns bandidões? (RISOS) - Estamos na espera de pôr alguém na viatura. (RISOS) Respondeu Tommy
       Quando o sino de segurança toca, entra um rapaz misterioso e Lisa não deixa de reparar nele. Ele  vai até o caixa fazer o seu pedido: - Bom dia! Quero um café meio amargo. - Custa 15$. Respondeu a atendente. A garçonete vai até a mesa da Lisa e pergunta se precisam fazer algum pedido: - Gostaria de um capuccino. Disse Tommy - Apenas um suco de laranja. Disse Lisa - Trago já.
        Tommy termina o capuccino se despede dela e volta para o seu posto. Procurando uma mesa para sentar-se o rapaz misterioso viu uma vazia logo ao lado da Lisa, caminhando até ela sentou-se, e, ao olhar para o rapaz não percebeu que ele também a olhava; com vergonha Lisa abaixou a cabeça, em seguida ele puxa assunto com ela: - O que acha da cidade? - Eu adoro! Tem muitos lugares legais para se divertir. Respondeu Lisa - Sou novo na cidade! Seria ótimo ter alguém que à mostra-se para mim.  Ah que falta de educação a minha! me chamo Christian. - Muito prazer! Sou a Lisa. - Esse é o meu número caso esteja interessada +555888xxxx. - Ok! Respondeu Lisa
         A única coisa  que Lisa não sabia era que ele é um dos inimigos de seu pai, e o mesmo já tinha arquitetado todo esse plano para começar a executá-lo. Lisa  sai da cafeteria e vai em direção ao seu carro entrando nele ela percebe que está sendo seguida e imediatamente acelera em pânico liga para Tommy que é seu amigo da polícia e ele dá instruções do que fazer; Lisa chega em casa com segurança e diz tudo o que aconteceu para sua mãe que estava em casa. Lucy aos prantos liga para a Bone que larga tudo para ir pra casa encontrar a filha. Já anoitecendo Tommy bate na porta de Lisa e Lucy o atende. - Oi Tommy entre, você já soube do ocorrido? -  Sim por isto vim vê-la. Respondeu Tommy. Entrando na residência, Tommy já vai em direção as escadas para ver Lisa e bate na porta do seu quarto: TOC TOC __ Sou eu o Tomy. - Pode entrar. Responde Lisa - Como você está? Fiquei tão preocupado. - Estou com tanto medo. Diz Lisa e chora.
     Tommy em seguida a abraça e a beija em sua testa ela olha em direção aos seus olhos e se beijam lentamente na boca ao passar a mão na sua cintura ela aperta seus braços fortes e desse para seu peito e abre sua camisa e ele a puxa pela cintura pra cima dele. Bone acaba de chegar em casa e sobe as pressas as escadas para ir ver a sua filha, e ao bater na porta logo à abre e se depara com toda a cena do casal que imediatamente para o beijo e Lisa fala: __ MÃE … - Filha estava tão preocupada. Disse  Bone. - Agora estou bem mãe. - Olá Senhora Bone. Cumprimenta Tommy. - Oi Tommy, vou deixar vocês mais a vontade. Respondeu Bone
     Bone desce as escadas e prepara o jantar junto com a Lucy. Tommy fala para Lisa o quanto ela é importe para ele e em seguida eles descem para o jantar; - Que jantar bom! Comenta Tommy. - Foi a Lucy quem fez a maior parte. Responde Bone
      Tudo se acalmou e Tommy se despediu de todas e foi para casa. Lisa foi para o seu quarto e em seguida pegou no sono, já Lucy e Bone dormiram na sala. As duas horas da manhã chega uma mensagem anônima na sua caixa de mensagem ''Gostou de ser seguida''? Lisa ainda não havia se acordado. Ao se acordar Lisa recebe uma mensagem do Christian a convidando para jantar, ela se arruma toda e espera ele busca-lá em casa; já dentro do carro dele eles seguem para o restaurante local onde são bem recepcionados e são atendidos pelo garçom que despeja o vinho nas taças. Antes de ingerir a bebida Lisa vai ao toalete checar sua maquiagem Christian vê a oportunidade e coloca o líquido de ''Boa noite cinderela'' na bebida dela, Lisa volta para a mesa e toma um gole do vinho que aparentemente estava delicioso. -  O que está achando do restaurante? Pergunta Christian. - Está tudo adorável. Depois de algumas palavras Lisa percebe que não está se sentindo bem e fala para o Christian. - Não tô me sentindo bem! e em seguida desmaia ele a pega em seus braços e a coloca dentro do carro e a leva para sua casa. Chegando na casa dele ele a leva para o seu porão e a deixa acorrentada; Lisa acorda lentamente e percebe que não está em casa e se desespera pois não reconhece o local e começa a gritar: - SOCORRO, SOCORRO, ALGUÉM ME AJUDA!! E repetia inúmeras vezes, até ficar cansada de tanto gritar; Lisa já em silêncio Christian dá as caras e a oferece o café da manhã e a cumprimenta: - Bom dia! vejo que já está acordada. - Onde estou? Que lugar é esse? Perguntou Lisa. - Essa é a sua nova casa. - Por que estou acorrentada? Perguntou Lisa. - É o seu novo lar. - Quero ir para casa! Deixe-me ir! Pede Lisa. - Não é assim que funciona mocinha! Tome o seu café. - Não quero comer! Disse Lisa. - Você não está facilitando, quando eu chegar espero que tenha comido tudo.
        Christian era o melhor amigo do Marson o'que  fez de uma bela amizade virar rivalidade foi a ''traição'' do pai da Lisa. Os dois trabalhavam juntos para o império Qing a dona da organização Bland deu  a eles uma missão onde iria custar um cargo de ''sócio'' e quem conseguisse realiza-lá com toda a precisão iria assumir. Logo eles já fizeram. Atravessaram uma mercadoria pela fronteira do país, eram vários tipos de esculturas valiosas que dentro contém quantidades absurdas de produtos ilícitos. Chegando no destino haviam pessoas no local os esperando  para receber as mercadorias. os homens pegaram as encomendas, quebraram e retiraram de dentro as drogas, totalmente surpreso com o que estava vendo, Marson percebe a emboscada e sem pensar duas vezes liga para Bland e pede satisfação : - Bland você armou pra gente. - Seu amiguinho sabia de tudo, ele não te contou?. Bland o responde ironicamente. Cheio de ira desliga o celular e parte pra cima  do Christian e o agride fisicamente e verbalmente. E todos escutam o barulho da viatura chegando no lugar.todos vêem a polícia e desesperadamente fogem deixando seu amigo para trás esse é motivo     que o mesmo  tem sede de vingança. Lisa se viu encurralada nessa situação e não pensou duas vezes em arquitetar algo para sair daquele lugar horrível; Christian voltou ao porão onde havia esquecido o seu celular e ela já aproveitou para cativá-lo: - É... você está indo pra onde?. -  Ué agora está interessada? Respondeu Christian Vai demorar? não quero morrer de fome. - Grr... já já volto com a sua comida. Disse Christian. - SANDUÍCHE por favor.
        O rapaz misterioso estava indo ao encontro do seu amigo que irá executar todo o plano de emboscada para o Marson Boos. Chegando no galpão ele conversa com ele: - Taurus?. - Estou aqui! Respondeu Taurus. -  Estou com a mercadoria no meu porão é uma belezinha. - Deixe comigo, irei adorar fazer ele sofrer junto com a isca. (Risos). Disse Taurus. - Isso mesmo! Quando iremos fazer aquela ligação para o pai dela?. - Só mais alguns dias.  Respondeu Taurus. Já se passaram um dia e meio e as mães da Lisa começaram a se preocupar pois ela não havia dado notícias. Porém não era do feitio dela passar muito tempo sem avisar e sem demora ligaram para o Tomy pois além de ser amigo da família era também policial: - Alô… - Oi Tommy, você teve notícias da Lisa? Pergunta Lucy - Não, o que houve?. - Desde ontem ela não nos dá notícias. Disse Lucy -  Sério? Mais tarde chego ai.
        Christian se apressa e chega em casa e leva o lanche da Lisa, a mesma pede para retirar as correntes para poder comer melhor: - Nossa que fome estou, está um delícia! Você deveria provar.  - Não quero! Disse Christian. - VAI por favor. Ao colocar o sanduíche na boca dele Lisa olha fixamente para Christian e o beija e ele a empurra: - O que você está fazendo?. - Vai dizer que não pensou nisso? Respondeu Lisa. - Nisso o quê? Perguntou Christian. -  Em me beijar! Só está nos dois aqui não é?. - Sim, você está na minha casa. Disse Christian. - Por que não aproveitar então?
        Os dois se olham e se beijam com um beijo intenso  que o fizeram tirar a roupa e não pensaram duas vezes em sentir o calor do corpo um do outro. Cada toque, cada beijo, cada pegada deixava tudo bem mais gostoso; estava tudo conectado que apenas suspirava de prazer que durou a tarde toda. Christian logo após adormece, Lisa dá continuidade ao seu plano  se levanta às presas para acorrentá-lo e pega o telefone de Christian e liga para casa.
                                                                                                                                        
Continua...
Pin It
Atualizado em: Dom 19 Maio 2019

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222