person_outline



search

Poesia aos clubes paulistas

Fui visitar o Dirceu,
Só encontrei a família,
Lá no Bento de Abreu,
Fui namorar a Marília!

Olhei um trilho,
Rumamos para leste,
No Alfredo de Castilho,
Vimos jogar o Noroeste!

Tomamos cupuaçú,
Belo calçado feminino,
Fui ver o XV de Jaú,
A mãe, o pai e o pequenino!

Rumamos a Ribeirão,
Tem maestro internacional,
Ouvimos o rugido do leão,
Na casa do Comercial!

Agora eu consegui,
Comprar o calçado infantil,
Foi lá em Birigui,
O Bandeirante goleou de forma sutil!

Na fonte luminosa,
Marília tão linda está,
A Ferroviária glamurosa,
A Libertadores é grená!

Nas terras das andorinhas,
Vi a Greta e a Jaci,
São as minhas maninhas,
Temos Ponte Preta contra o Guarani!

Eu e Marília temos fé,
Na terra de João Ramalho,
Vimos jogar o Santo André,
Namoramos debaixo do orvalho!

Visitando o veterano,
Amigo de sorriso gentil,
Olho o fundo serrano,
Paulista campeão do Brasil!

Eu e ela na Javari,
Juventus vai jogar,
A bola voou na Taquari,
Resolvemos ali casar!

O belo cabelo aparas,
Perto da Usina São João,
Na cidade de Araras,
Ratificamos: União!

O calçado masculino,
No pé ficou bacana,
Ao som do violino,
Gritamos gol da Francana!

O partido provinciano,
Muita coisa mudou,
Vendo o jogo do Ituano,
Ela me beijou e namorou!

Os olhos de jabuticaba,
São lindos demais!
O XV de Piracicaba,
De ti largarei jamais!

Foi no Walter Ribeiro,
No jogo do São Bento,
O adversário catimbeiro,
Ela mostrou seu sentimento!

A viagem aventureira,
Levou-nos até o café,
Foi no Martins Pereira,
Vieram as bençãos de São José!

Na 13 de Maio,
Um calor intenso! Pense!
Boa sorte atraio,
Sai um gol da Barbarense!

Retornamos já casados,
Bom poeta não sou,
Aos nobres interessados,
O poeta, o amor professou!
Pin It
Atualizado em: Qui 28 Jul 2022

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222