person_outline



search

DOMINADO

            Sans cesse à mes côtés s'agite Le Démon;
             Il nage autour de moi comme un air impalpable;
             Je l'avale et le sens qui brûle mon poumon
              Et l'emplit d'un désir éternel et coupable.
                        Charles Baudelaire, em La Destruction
 
Um dia, eu também, de fato, pensei
que o meu verso era apenas meu.
Hoje, a ditadura da sua ausência,
marca os contornos dos desenhos
 
que, perto das zero, ainda empreendo.
O quarto é um quadro que representa
a penumbra âmbar dessa decadência;
da mesa totalmente coberta de poeiras,
 
e de copo, tesoura, cadernos, isqueiro,
grafites, pontas, eletrônicos e cinzeiro.
Logo atrás da cadeira, a cama do reino,
onde é a solidão que impõe seu desejo.
 
E quando apago o abajur, surge na parede
a luz ocre do poste. E é seu o meu silêncio.
Pin It
Atualizado em: Qua 13 Jul 2022

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222