person_outline



search

VIGILÂNCIAS

Eu sempre procurei não ser repetitivo,
mesmo consciente que todo o caminho,
e do qual não escrevi nem um capítulo,
foi tão apenas o que dele quis o destino
 
e, é por isso, que nele eu de fato acredito,
o de dar vez e verso ao que está invisível,
à presença daquilo que não usa figurino.
Saber gritar sem parecer que é um grito,
 
e aceitar o que sobrou para o meu ofício:
ser poeta e vigiar as sombras do infinito.
Pin It
Atualizado em: Seg 11 Jul 2022

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222