person_outline



search

7h02 — NRA —

Dentro da manhã não amanhecida,
pergunto-me sozinho e novamente
 
— o que pretende de mim, a vida?
Serão os versos do meu não poema
 
ou apenas ser uma testemunha bífida
do ametista suspenso que ornamenta
 
o alumínio elétrico e circular das cinco
— e da nuvem que parece rocha viva?
 
O vapor das sete sobe e a pergunta fica
— o que afinal aguardo de mim ainda?
Pin It
Atualizado em: Seg 31 Jan 2022

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222