person_outline



search

ONTENS

A noite venta, espalha e traz
o roxo de mais um domingo,
onde não sei de forma exata
se estou mesmo aqui comigo,
 
pois o corpo fica e vai o espírito
sobre o âmbar das encruzilhadas,
quando o breu ainda está implícito
entre as velas que nunca se apagam.
 
Sorvo todo o almiscarado das vinte.
Sinto os espelhos sob ruas molhadas.
Vejo o silêncio bêbado nas esquinas,
mastigo a farinha e derrubo a cachaça
 
das almas que ao meu lado definham
— nos ontens do nosso hoje sem poesia.
Pin It
Atualizado em: Ter 16 Nov 2021

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222