person_outline



search

Falso diamante

Não há  nenhum mistério,
falso diamante da herança oculta.
O velho pousou a mão sobre o peito,
então seguiu -se em reza e canto.
Voltou -se feliz diante,
de tanta fome, miséria e morte.
Pragas  dos cantos mais sujos da cidade,
verdades que vende-se a qualquer preço.
A mão sôfrega,
o olhar  cansado e distante.
A história em seu semblante,
vale mais que a jóia em seu sangue.
Pin It
Atualizado em: Ter 27 Jul 2021

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222