person_outline



search

Adolescente

Sou a indefinição em forma de gente
Sei fazer pessoas felizes, embora nunca esteja contente
Com metade da maturidade, é bom que se diga
Parece que ainda nem saí da barriga

Me julgo inteligente ou então desprezível
Às vezes bonito, outras horrível
Sou também romântico e até masoquista
Maníaco não me julgo, mas nem realista

Em minha mente tomou conta a indefinição
E não é por falta de emoção
Pois de motoqueiro já fui quase alpinista
Embora me julgue um grande artista

Por que não digo logo um sim ou não?
E prefiro um ou, ou um pode ser sem convicção
A causa dessa indefinição e incerteza
Só minha infância saberá com certeza

Às vezes até acho que sou o único assim na terra
Quanta ingenuidade para quem acha que nunca erra
Minhas poesias só para mim algo significariam
Embora eu pense que outras pessoas as admirariam

Quanta incerteza e falta de confiança
Para quem no futuro tinha tanta esperança
E é esse futuro que espero com tanta ansiedade
Que poderá devolver interiormente minha liberdade
Pin It
Atualizado em: Sex 28 Maio 2021

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222