person_outline



search

NÔMADE

A chuva cai muito fina

e faz da noite novinha

a seda de uma cortina…

O verde do morro acima


que agora surge no cinza

entre o que vai e que fica

no movimento de descida

das nuvens que precipitam.


O vento rodeia a nicotina

desta fumaça clandestina

que pergunta estremecida:

onde deve morar a poesia?


Toda resposta será uma mentira.

Pin It
Atualizado em: Sex 1 Jan 2021

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222