person_outline



search

SEM

A chave é me descobrir bem sem o visgo 
e sem aqueles falsos ânimos do seu feitiço.
Você quer tudo mais e até o último resquício
dos tempos que existam e todo o mel da saliva
que deixa a boca seca da sua nota amanhecida.
E mesmo que eu chacoalhe esta tarde cinza,
parecida com uma metade inquieta do infinito
e que eu contorça a cabeça e beba um pingo
do óleo diesel da avenida ou que eu admita
o seu lado superincrível (mas é uma bandida
má e sem alma que ama de maneira invertida),
eu não mandarei mensagem. Não darei pistas.
Não ligarei, mas sinto uma saudade com poesia
da primeira coisa que você provoca: a euforia
ilógica que faz me sentir o que eu não sentiria.
Pin It
Atualizado em: Seg 19 Out 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222