person_outline



search

Empregado

A vida de empregado,
É um tremendo barato.
levanta de madrugada,
Ainda toma onibus lotado.

Vai pendurado na porta,
Pra não chegar atrasado.
se perder o trem das cinco,
O domingo é descontado.

Corre pra chegar na hora,
Pois tem medo do patrão.
Marmita debaixo do braço
Coração na palma da mão.

Quando chega atrasado,
E vai marcar o cartão.
Encontra chefe e puxa saco,
Fazendo a vez do patrão.

No dia do pagamento,
Tem que andar com cuidado.
Pois já tem ladrão na esquina,
Querendo dinheiro emprestado.

E quando chega em casa,
Encontra o seu Manoel.
Esperando ele chegar,
Pra receber o aluguel.

Somando todas as contas,
Entre aluguel e prestação.
O pobre trabalhador,
Acaba sem um tostão.

Dia primeiro de maio,
Eu fico a me perguntar.
Então chego a conclusão.
Nada pra comemorar
Pin It
Atualizado em: Seg 13 Jul 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222