person_outline



search

Pela garganta

Ácido sulfúrico
Me deixa eufórico
Acaba com a minha dor mais rápido
Não é lúdico
Não tem prelúdio

É fatal e assinado com tinta amarga

Me desprendo
Me desprezo
Me arrependo
E nunca rezo

Digo adeus ao fim de mais um ciclo
Da vida
Da ira

E queimo em minh’alma
Todas as mágoas
Todas as pessoas que sonho nunca ter conhecido
Todos os conhecidos a quem chamo de ratos
Deixo escorrer pelos ralos
Junto com os meus restos

E rastros.

Pin It
Atualizado em: Sáb 23 Maio 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222